sexta-feira, 18 de julho de 2014

APAE usa a capoeira para mudar a vida de seus alunos



Como o próprio nome diz, "Na Ginga da Capoeira, Resgatando Vidas” é um projeto desenvolvido pela Associação de Pais e Amigos Excepcionais - APAE de Jequié  que busca promover uma maior integração social e desenvolvimento da formação cidadã das pessoas atendidas pela entidade. O lançamento do projeto aconteceu na manhã desta sexta-feira, 18 de julho, na sede da entidade. Uma ação promovida pela APAE em parceria com o Banco do Brasil e com a Prefeitura Municipal de Jequié, através da Secretaria de Desenvolvimento Social.

O Banco do Brasil repassa recursos à entidade por meio da Prefeitura de Jequié. O gerente do banco, Agevaldo Carneiro, participou do lançamento e realizou a entrega de cheque simbólico no valor de R$ 75.337,60, que serão investidos no projeto.


Criado há dois anos por Josué Silva Sampaio, o Mestre Nonha, o "Na Ginga da Capoeira, Resgatando Vidas" atende a cerca de 60 crianças da APAE. Dois professores ensinam capoeira, terno de reis, bumba meu boi e maculelê. Atualmente, a APAE de Jequié atende a 326 pessoas, de crianças a adultos. Elas recebem acompanhamento pedagógico, psicológico, fonoaudiológico e terapêutico.

A presidente da APAE, Moana dos Santos Vieira, destaca o apoio do município para a realização das atividades da instituição. "O apoio é muito importante, afinal, aqui não atendemos só nossos alunos. O atendimento é prestado a 326 famílias", compara.

Para o Mestre Nonha, o resultado do projeto é o mais importante: “Nos sentimos realizados. A capoeira marca e resgata vidas".

Os alunos estão animados com o projeto. Afinal, eles já poderão mostrar suas habilidades nas Olimpíadas Estaduais das APAES, que acontecem em Jequié de 18 a 21 de setembro de 2014.