RAMON FERNANDES APRESENTA SUGESTÕES AO PREFEITO ZÉ COCÁ DURANTE VISITA AOS BAIRROS KM 3 E KM 4

Visite nosso Instagram

terça-feira, 30 de julho de 2019

Mulheres reagem ao feminicídio em Itagi "quem ama não humilha, não maltrata e nem mata"




A jovem Adriele Santos Borges  de 19 anos,  morta na noite deste domingo (28.jul.2019) em Itagi, no sudoeste baiano, pelo namorado Joseph Antuann Santos Torres de 21. O caso ocorreu por volta das 23h na casa dos pais do acusado onde o casal também morava. Segundo a delegada titular da cidade, Vilma Caldas, Joseph, ele foi preso em flagrante minutos depois do crime. Em depoimento, ele primeiro negou o fato, mas depois confessou o crime. Para a autoridade Policial ele disse que agrediu a namorada durante ato sexual, que teria sido feito em consenso com a vítima. No entanto, a delegada informou que ele será investigado sob suspeita de estupro e feminicídio.  O corpo da jovem foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica de Jequié para perícia. Joseph segue preso nesta segunda-feira (29.jul.2019) em Itagi à disposição da Justiça.
O assassinato da jovem chocou a população de Itagi e teve repercussão país a fora,  provocando reação de grupo feministas. Na cidade várias mulheres,  na tarde desta segunda-feira (29.jul.2019), percorreram as principais ruas da pequena cidade de 14 mil habitantes, com cartazes e usando um carro de som pronunciavam palavras de ordem, "somos todas Adriele" e ainda, "quem ama não humilha, não maltrata e nem mata", as manifestantes cobravam por justiça.