terça-feira, 8 de outubro de 2019

VEREADORA LANINHA QUER QUE PAIS OU RESPONSÁVEIS SEJAM INFORMADOS SOBRE A AUSÊNCIA DO ALUNO NA ESCOLA

A vereadora Laninha teve aprovado Requerimento (192/2019) de sua autoria em que solicita da Prefeitura análise visando a elaboração de um “anteprojeto” que dispõe sobre a importância dos pais ou responsáveis serem informados sobre a ausência do aluno na escola.
O objetivo dessa proposta, segundo a vereador Laninha, nada tem a ver com a evasão escolar, que não é um problema recente do sistema educacional, e tem legislação especifica para tal. Nossa intenção visa segurança e integridade física do aluno.
Para exemplificar, a vereadora relatou, no Requerimento, um caso recente que teve repercussão nacional, onde uma jovem adolescente de 12 anos saiu de sua residência e se dirigiu à escola. Foi vista nas imediações do estabelecimento de ensino por vários colegas. Só que não esteve presente na sala de aula e ninguém soube informar sobre seu paradeiro. Três dias depois foi encontrada morta em um matagal da cidade, com sinais de violência sexual. Ela, pelo que leva a crer, foi vítima de um sequestro e esse acontecido foi no Estado de São Paulo, na Comarca de Ribeirão Preto.
Ainda de acordo com a vereadora Laninha, outro caso foi no município de Itabuna, no interior da Bahia. A população foi surpreendida com mais um caso de estupro coletivo contra uma adolescente. A vítima foi dopada e violentada por colegas de escola, que filmaram a agressão e vincularam nas redes sociais. Este já é o segundo caso que veio a público em menos de três meses em Itabuna e que revela uma situação diagnosticada cotidianamente pelos professores: a violência de gênero tem se ampliado entre um público cada vez mais jovens.