quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

GUTINHA LEMBRA LEGADO DO EX-GOVERNADOR LOMANTO JR. POR OCASIÃO DO QUARTO ANOS DE SEU FALECIMENTO


O vereador Gutinha apresentou Moção de Pesar e Solidariedade, na Sessão ordinária da Câmara Municipal de Jequié desta terça-feira (26nov19) pela ocasião do quarto ano do falecimento de Antônio Lomanto Júnior, na sua opinião “o principal vulto da política jequieense e reconhecidamente uma das grandes personalidades da histórica administrativa da Bahia, cuja projeção extrapolou os limites territoriais do nosso Estado. “Quatro anos atrás, precisamente em 23 de novembro de 2015, Lomanto Jr. partiu do plano terrestre, aos 90 anos de idade, deixando uma imensa lacuna na política nacional, pela sua trajetória de retidão no trato da causa pública.
Além do legado de seriedade e honradez, também deixou grandes marcas de realizações em toda a Bahia no período em que foi governador de 1963 a 1967. Ainda hoje, mais de meio século depois, seus feitos permanecem grandiosos. Seu governo representa um divisor de águas no que diz respeito a parte administrativa e econômica do Estado. Uma nova Bahia surgiu depois de seu governo”, destacou o vereador. Em Jequié, a marca de seus governos também estão por toda parte.
Gutinha citou que Lomanto Jr. projetou a Bahia nacionalmente. “Seu nome é respeitado e admirado por várias gerações pelas suas convicções”, disse ao citar sua luta municipalista, pois entendia que não é possível ter um País forte com os municípios fracos. “Sua voz forte e firme ecoou de Norte a Sul e, nos dias atuais, é possível observar o Governo Federal sinalizando em torno dos ideais de Lomanto, isto é, trabalhando pelo fortalecimento das cidades, dando autonomia aos governadores e prefeitos”, observa.

Em sua homenagem póstuma, o vereador jequieense destacou ainda: “Homem público que honrou a política jequieense, baiana e brasileira, como Lomanto Jr. não pode ser esquecido. Esta Casa, recentemente, aprovou uma proposta do vereador Eliezer Pereira Filho, instituindo a ‘Comenda Governador Antonio Lomanto Júnior’, iniciativa plausível, no sentido de manter viva à memória de todos, àquele que fez da política um instrumento para servir a população, caminhos hoje, trilhados pelo seu neto, o deputado federal Leur Lomanto Jr. digno representante de Jequié no Congresso Nacional, ocupando espaço que um dia foi de seu pai, Leur Lomanto.
A trajetória política de Lomanto Jr. começou na década de 1940 como vereador de Jequié: mandato de 1947 a 1950. Logo foi prefeito de 1951 a 1955, feito que repetiu na mesma década, voltando a ser prefeito para o mandato de 1959 a 1963. Antes havia sido deputado estadual de 1955 a 1959. Foi eleito governador de 1963 a 1967 e deputado federal por dois mandatos seguidos de 1971 a 1975 e 1975 a 1978. No ano seguinte foi eleito senador para um mandato de 1979 a 1987. Anos depois, atendendo o clamor de lideranças e de parcela da população, voltou a ser prefeito de Jequié no período de 1993 a 1996, encerrando assim, 50 anos dedicados a vida pública. “Nesse instante, nos lembramos de Lomanto Jr. como um grande protagonista da política local, estadual e nacional e aos seus familiares, amigos e eternos eleitores “lomantistas”, nossa solidariedade”, concluiu.