quarta-feira, 25 de dezembro de 2019

Luto: Faleceu em Jequié o jornalista Raimundo Meira Magalhães


É com pesar que informamos a morte do jornalista Raymundo Meira Magalhães, 77 anos, faleceu no início da madrugada desta quarta-feira (25.dez.2019).  Portador de  Alzheimer, o jornalista que prestou serviços em vários órgãos públicos em Jequié, como a prefeitura, Câmara  de Vereadores, e ACIJ Associação Comercial e Industrial de Jequié. Raimundo deixa filhos e esposa e muitos amigos. Criador da Assam-Associação Amigos do Museu edificada inicialmente no alto do Viaduto, onde sempre morou, promoveu feijoadas e mobilizou a comunidade jequieense para compor parte do material exposta atualmente no Museus Histórico de Jequié.  O corpo esta sendo  velado na Pax Internacional (ao lado do Colégio Social). Nossos sentimentos a toda família.

O museólogo Antônio Varjão, que hoje é funcionário efetivo no Museu Histórico de Jequié, escreveu a este Blog "Meus sentimentos a todos familiares, parentes e amigos. Estou em Salvador e infelizmente não poderei prestar as últimas homenagens a alguém que junto a outros abnegados tiveram no passado a visão de preservar a história de um povo. Povo sem história é um povo sem identidade e Raymundo Meira sabia muito bem disso. Infelizmente ao chegar a Jequié em agosto de 2015  Raymundo Meira já não gozava de boa saúde e não tive o privilégio de absorver oralmente  um pouco do seu conhecimento, mas através dos seus escritos e do grande trabalho deixado tenho aprendido muito e buscado passar adiante, pois conhecimento não se guarda, mas se transmite. Sem dúvida uma grande perda para a família, para a cidade, mas que ficará eternamente na memória de quem passar pelo Museu Histórico de Jequié João Carlos Borges, pois a sua história sempre esteve inserida na história do Museu e agora também na história da cidade", disse.