segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Fazenda Água Branca: A casa onde vovô morou

Um pé de Pau ferro faz sobra para a velha morada.

A casa onde vovô morou, meu pai não herdou e nem ficou para mim. Um passeio neste domingo 12.jan.2020, na fazenda onde fui gerado há quase 50 anos, respirando o ar puro da caatinga. Saudades do tempo de criança, da primaiada, do convivo com meus avós paternos, da vendinha na beira da estrada que meu pai comercializava secos e molhados. Bacalhau vinha em barrica, querosene a granel, cachaça em corote de 50 litros, bombões de mel e pirulito Zorro..
Fazenda Água Branca, como diz o ditado popular "terra não corre e nem morre", está lá encapoeirada, esperando trato. uma linda fazenda com mais de 1,200 hectares.
São tantas histórias, lembranças quem um passeio deste revigora as baterias e dá muito mais vontade de curtir a vida.