terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Sergio da Gameleira diz que "A mentira quer destruir Jequié”

08 Publicidade
Segundo o site do jornalista Wilson Novaes, o prefeito Sérgio da Gameleira (PSB) assinou e divulgou na manhã desta terça-feira (18.fev.2020), nota pública fazendo a sua defesa com relação a uma postagem incluindo imagens, que envolve uma suposta negociação praticada pelo próprio prefeito com o intermediário de uma empresa que prestou serviços de terceirização ao município de Jequié. A nota subscrita por Sérgio da Gameleira tem o teor seguinte:

“No ato desesperado de quem deseja o mal da cidade e tenta promover a todo custo um clima de instabilidade política para tirar proveitos, uma página Fake no Facebook, denominada Acorda Jequié, veiculou um vídeo gravado às escondidas e adulterado, de forma bastante perceptível, onde eu apareço adquirindo um empréstimo de natureza particular com uma pessoa conhecida de todos, sem qualquer vínculo com o município, e ao mesmo tempo autorizando o depósito desse empréstimo pessoal em contas bancárias.

Este mesmo cidadão que me concedia o empréstimo, pediu informações quanto a previsão de pagamento de fornecedores da Prefeitura e eu, como gestor pagador, o informei que, com a chegada de recursos advindos de ações de cobranças, vários fornecedores receberiam pagamentos de serviços prestados à Prefeitura e que poderia estar quitando os valores em aberto do empresário citado pelo interlocutor.

Ao contrário da verdade e com clara intenção de prejudicar a minha reputação, este vídeo se configura como mais umas das investidas rasteiras dos inimigos da boa política de Jequié, que não amam esta cidade e fazem politicagem com tudo e todos.

E para surpresa desses usurpadores, eu mesmo darei entrada na justiça ainda nesta terça-feira, dia 18, buscando imediatamente identificar a origem dessa postagem, o responsável por este perfil falso no Facebook, como também iniciaremos uma investigação severa do seu conteúdo. 

Por fim, da simples análise dos próprios vídeos é de fácil verificação que os mesmos foram editados e adulterados intencionalmente, buscando induzir a população a erro, tentando fazer uma confusão do público com o privado, o que é perceptível; Primeiro, foram divididos em dois vídeos, retirando o real conteúdo da conversa; Segundo foi cortado o restante do diálogo. Porque será que o vídeo original foi manipulado? Informo ainda que solicitamos uma perícia em ambos, pois, reitero: intencionalmente os vídeos foram veiculados de maneira editada, mesmo assim é de fácil interpretação o seu conteúdo verdadeiro, conforme devidamente explanado acima", assina Sérgio da Gameleira, prefeito de Jequié.