quarta-feira, 4 de março de 2020

Acusado de matar policial em Jequié em 2012, morre em confronto com a CIPE CENTRAL

Soldado PM Éden Sanches foi vítima de Manoel Santana Moura, Vulgo "Marcinho"- na foto preto e branco

PublicidadeManoel Santana Moura, Vulgo "Marcinho". morreu durante confronto com policiais da CIPE CENTRAL na tarde desta terça-feira (03.mar.2020, em Jequié. Por volta das 16h, o indivíduo deu entrada no pronto socorro do Hospital Geral Prado Valadares-HGPV. De posse de uma arma de fogo, deflagrou tiros contra a equipe de policial (Cipe), sendo necessário o uso da força policial, que reagiu a injusta agressão, deflagrando em revide, vindo a atingir o agressor.
Segundo informações, o individuo com larga ficha policial, este envolvido na morte do Soldado PM Éden Sanches, vítima de latrocínio num posto de gasolina, em Jequié, em dezembro de 2012.  Manoel Santana Moura, o “Marcinho”, de 34 anos, foi preso em 30 de abril, na cidade de Guarulhos, estado de São Paulo, onde estava escondido desde a época do crime. 
Segundo a assessoria de comunicação da Cipe Central sediada em Jequié, um proprietário de uma loja de celulares da cidade de Jitaúna,  compareceu a sede da CIPE CENTRAL, por volta da 16h informando que dois elementos a bordo de uma motocicleta teriam praticado um assalto em sua loja e deslocaram sentido Jequié.
Após coleta preliminar de dados, foi detectado que elementos com características similares estavam orbitando no bairro da Cachoeirinha na periferia de Jequié, sendo ativado bloqueios com o intuito de identificar e prender os elementos.
Os prepostos que estavam patrulhando o bloqueio montado na localidade conhecida como Baixa do Bonfim foram surpreendidos por dois elementos que  avistaram a viatura e tentaram desviar de maneira abrupta, caindo ao solo e ao levantarem, não atendendo a verbalização dos policiais para a abordagem, atiraram contra a guarnição em tentativa de fuga se embrenhando na vegetação próxima.
Foi feita de imediato uma intervenção com pronta resposta a injusta agressão, sendo realizada uma varredura perimetral após cessados os disparos de ambos os lados, sendo um dos  indivíduos encontrado com vida alvejado ao solo, portando uma arma de fogo.
De imediato, foi encaminhado para o Hospital Geral Prado Valadares, sendo atendido pelo médico Plantonista, que constatou a evolução do quadro para o óbito. Todo o material foi apresentado na Delegacia Territorial de Jequié.
Em poder Manoel Santana Moura, Vulgo foi encontrado 01 Revólver rossi, Calibre 32, com 01 cartucho intacto e 05 deflagrados;  Uma motocicleta Suzuki Intruder, Cor Preta, PP JRJ-1563.