quinta-feira, 12 de março de 2020

BETO DE LALÁ INDICA MOÇÃO DE PESAR E SOLIDARIEDADE PELO FALECIMENTO DE JORGE SALOMÃO


PublicidadeA Câmara Municipal de Jequié fez inserir na Ata de seus trabalhos da Sessão Ordinária de 11 de março de 2020 Moção de Pesar e Solidariedade em decorrência do falecimento do jequieense Jorge Dias Salomão, no dia 07 de março do corrente ano, na cidade do Rio Janeiro, onde morava. A proposta é de autoria do vereador Beto de Lalá, cujo teor é o seguinte:
“Queremos através desta Moção, externar votos de mais profundo pesar pelo falecimento do jequieense Jorge Dias Salomão, que em fevereiro foi vítima de um infarto. O nosso conterrâneo trocou o plano terrestre, mas deixou um grande legado no mundo das artes, assim como de um amigo verdadeiro. Tal como seu irmão, o também saudoso Waly Salomão, ele projetou o nome de Jequié para o Brasil inteiro, sempre fazendo questão de declarar o imenso amor que nutria por sua terra natal.
Nascido em Jequié, em 03 de novembro de 1946, Jorge Salomão, filho de família tradicional de nossa cidade, faleceu no dia 07 de março de 2020, no Rio de Janeiro, onde estava radicado desde 1969. Por alguns anos, residiu nos Estados Unidos. Além de Waly, tinha ainda como irmãos Omar (falecido), Kadija (falecida), além de Guilherme, Samira e Rilene.

Poeta, escritor, letrista, diretor de espetáculos e performer, Jorge Salomão trilhou caminhos múltiplos na arte. Como letrista, teve canções gravadas por nomes como Barão Vermelho, Marina Lima, Zizi Possi, Adriana Calcanhotto e Cássia Eller. Nos teatros, dirigiu diversas peças em Salvador além de apresentações musicais como o inesquecível espetáculo que marcou a volta de Luiz Gonzaga aos palcos do rio de Janeiro, no início dos anos 70.
Jorge era um vendaval apaixonado, que tinha por regra viver tudo muito intensamente, afirma o sobrinho Omar Salomão, poeta, músico e artista plástico.
Jorge Salomão se foi, porém, suas obras são eternas. De acordo com informações do Acervo Digital da Memória Brasileira, a cantora Laura Finocchiaro, que conviveu com o amigo em seus últimos dias, no segundo semestre deste ano, ela lançará um disco que incluirá “A vagar”, canção inédita com letra de Jorge Salomão cedida especialmente para ela.
Outra novidade virá à tona também em breve. Em fase de produção, e com apoio do Sesc, um disco reunirá todas as composições musicais de Jorge, em gravações realizadas por nomes como Wanderlea e Zeca Baleiro.
Que Deus, com sua imensa sabedoria e misericórdia, possa confortar seus familiares e amigos nesse momento de dor e de saudades.
 Que seja dado conhecimento da presente MOÇÃO aos familiares do saudoso Jorge Salomão”.