terça-feira, 14 de abril de 2020

VEREADORES QUEREM O AFASTAMENTO DO PREFEITO SÉRGIO DA GAMELEIRA


PublicidadeOs oito vereadores que compõem o bloco da minoria na Câmara Municipal de Jequié foram ao Ministério Público estadual nesta segunda-feira (13abr.2020), protocolar o pedido de afastamento imediato de Sérgio da Gameleira do cargo de prefeito. Alega o grupo que a permanência dele representa uma ameaça à saúde da população de Jequié, como também uma ameaça a saúde das contas públicas. De acordo com os oposicionistas, a denúncia é motivada pelos “inaceitáveis atos ilegais e de improbidade administrativa cometidos pelo Prefeito Municipal, o Sr. Luiz Sergio Suzarte Almeida, apelidado como “Sérgio da Gameleira”, que vêm deixando o Município de Jequié em situação vexatória, com relação aos gastos com recursos públicos por meio de contratos e licitações que não condizem com o momento atual em que vive o país no combate e controle do Coronavírus”.
Os vereadores lembram que é de conhecimento que o prefeito responde por atos de improbidade administrativa em três processos diferentes: 0502472-08.2016.8.05.0141; 0502413-20.2016.8.05.0141; 0502278- 08.2016.8.05.0141. “Dentre as ilegalidades e atos ímprobos cometidos pelo Denunciado presentes nestas Ações estão o de fraude a licitação, e escabrosas irregularidades nos processos de pagamentos aos beneficiários, relacionados a Empresa Terceira Visão. Além destes fatos, existem vários outros onde o Denunciado, o Sr. Sergio da Gameleira, responde processos e inclusive já foi condenado pelo TCM – Tribunal de contas do Município por falta de prestação de contas no Processo nº Processo n° TCM 44314-17 e nas contas do ano de 2017, teve as mesmas rejeitas com condenação de pagamento de multas e devolução de mais de 3 milhões ao erário público”.

Citam ainda que vários prestadores de serviços estão com pagamentos atrasados como alugueis de veículos chegando ao 5º mês, contratos de limpeza pública LOCAR mais de 6 (seis) meses em atrasos, empresa que administra o Aterro Sanitário IMPESA, mais de 6 (seis) meses sem recebimentos. Ainda assim o prefeito alega falta de recursos e diminuição da arrecadação, o que não procede, conforme planilhas dos meses de janeiro, fevereiro e março de 2020, sendo bem superiores ao arrecadado em igual período de 2019. As denúncias são feitas pelos vereadores Admilson Careca, Colorido, Dorival Jr., Tinho, Soldado Gilvan; Joaquim Caíres; Laninha e Reges Silva.

Nenhum comentário: