quarta-feira, 13 de maio de 2020

Homem de 71 anos morre em fila de espera no Bradesco de Jequié


Publicidade

Em Jequié a Lei dos 15 minutos não foi aprovada pela Câmara Municipal de Jequié. Um homem com 71 anos de idade morreu minutos depois de ter sofrido um infarto na agência do Bradesco de Jequié, na manhã de terça-feira (12.05.2020). João José de Araújo, morador do Loteamento Bom Sossego, bairro Jequiezinho se dirigiu ao banco em companhia da esposa e um filho, quando sentiu-se mal.

Foi levado para uma ambulância do SAMU onde a equipe realizou o procedimento de reanimação, ainda em frente ao banco, mas o homem não resistiu, evoluindo a óbito. Conhecido pelo apelido de ”João do Tesouro”, era casado com a professora Célia de Araújo e o casal tem dois filhos.

Segundo as informações de familiares havia dois anos que o senhor João foi submetido a uma cirurgia cardíaca. No final de semana ele sentiu-se mal sendo levado para o Hospital Geral Prado Valadares, onde se submeteu a exames e posteriormente recebeu alta.

Segundo o Blog Jequié Repórter, o seu corpo do idoso foi sepultado na tarde de terça no Cemitério São Lázaro, seguindo os protocolos da vigilância sanitária relacionados à pandemia do novo coronavírus. O presidente da Associação de Moradores do Bom Sossego, Sidney Magal divulgou nota de pesar através das redes sociais.

Nenhum comentário: