terça-feira, 23 de junho de 2020

Mara Carrilho quer melhoria da educação e saúde em Jequié

O destaque para esta semana é para a cidadã jequieense MARA CARRILHO, profissional que atua por muitos anos no município de Jequié prestando assistência odontológica. Já desenvolveu vários trabalhos comunitários, atuando na promoção, prevenção em saúde e educação popular, tanto em nível municipal como estadual.
Mestre em saúde pública e coletiva pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB, foi também professora na capital baiana e na UESB.
Há quase 20 anos é filiada ao Partido Comunista do Brasil – PC do B -, um partido que historicamente participou de forma efetiva dos movimentos pela redemocratização do Brasil e atualmente defende uma Frente Ampla pela democracia e defesa das conquistas sociais
Nesse partido, milito desde o movimento estudantil na graduação em Odontologia na Universidade Federal da Bahia – UFBA -, participando de movimentos sociais em defesa de uma saúde pública mais digna, de qualidade. Sempre também abracei a bandeira de luta pela ampliação do acesso e fortalecimento do Sistema Único de Saúde – SUS. Como professora, defendo a melhoria da qualidade da educação, considerando que essas duas áreas, educação e saúde, estão completamente entrelaçadas – acrescentou Mara.
Entendendo que a política permeia todas as áreas da sociedade e influencia diretamente a vida das pessoas, e sempre trilhando nesse caminho da participação popular, Mara decidiu disputar uma vaga na Câmara de Vereadores de Jequié e é pré-candidata pelo PCdoB. “O cenário político atual do município é desolador. Por isso que quero ainda mais contribuir com o município na defesa de projetos de mudanças na legislação municipal que realmente atendam aos interesses da maioria da população e tragam desenvolvimento e geração de empregos para o povo”, afirmou.
Como servidora pública do município de Jequié, do quadro dos aposentados, Mara defende a melhoria dos serviços públicos, a valorização dos servidores, bem como a luta de todos os trabalhadores e das mulheres.




Nenhum comentário: