sábado, 11 de julho de 2020

Polícia Civil recupera parte de carga de desinfetante do DEMAP em Jequié



A Polícia Civil de Jequié recuperou, na manhã de quinta-feira (9.jul.2020), parte da carga de desinfetante furtada no DEMAP e que teria como destino a Secretaria de Serviços Públicos.

Segundo informações do delegado Ivan Lessa, a acusação da frade é atribuída ao ex-diretor de Serviços Públicos Marcos Moura, apelidado de ”Garapa”, que teria assinado o ofício requisitando a entrega de 480 caixas de desinfetantes, que segundo as apurações teriam sido revendidos a um comerciante da cidade de Ipiaú.

Depois de investigações da Polícia, o próprio empresário de Ipiaú, levou parte do material para o Complexo Policial de Jequié e entregou ao delegado Ivan Lessa responsável pela apuração do caso.

A ação praticada pelo então diretor configura em crime que consiste na subtração ou desvio, por abuso de confiança, de dinheiro público ou de coisa móvel apreciável, para proveito próprio ou alheio, por funcionário público que os administra ou guarda; abuso de confiança pública.


Marcos Moura ”Garapa”, emitiu uma nota no site jequieurgente.com esclareçendo o ocorrido por meio de uma nota pública: 

"As investigações ainda não foram concluídas e não há nada que ateste a culpa ou inocência de ninguém dos citados nas reportagens, e pede para que os leitores adotem um cuidado especial com as Fake News que circulam nas redes sociais, que precocemente já condenam os envolvidos antes da conclusão do inquérito, que posteriormente poderá indiciar qualquer uma das partes. Segundo Marcos Garapa, os produtos estavam vencidos desde fevereiro (conforme foto), e Ney coordenador do DEMAP, pediu para que ele e Pingo descartassem, mas equivocadamente expediu uma guia de recebimento para consumo. Após receberem o material de limpeza para descarte, Pingo sugeriu vender por estar em dificuldades financeiras, indicando um comerciante já conhecido dele (Pingo). Salientamos que o mesmo comerciante ao tomar conhecimento da situação veio a Jequié por espontânea vontade nesta quinta (09), devolvendo na Delegacia parte dos produtos vencidos desde fevereiro de 2020, 02 anos após a fabricação dos desinfetantes (02/2018) conforme foto em anexo".

Nenhum comentário: