segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Prefeita de Lagedo do Tabocal diz que presidente da Câmara colocou população em risco de saúde


Em entrevista ao repórter Elton Bispo, da rádio 95 FM, de Jequié, na manhã desta segunda-feira, dia 31, a prefeita do município de Lagedo do Tabocal, Mariane Fagundes (PSD), confirmou o caso ocorrido na semana passada, em que o vereador Joseilson Almeida (PDT) teria invadido a barreira sanitária e, utilizando-se do status de edil, teria forçado a entrada de um visitante que fora impedido de acessar o município por não se enquadrar na ficha epidemiológica.

Durante a entrevista, a prefeita de Lagedo afirmou que o vereador apresentou os sintomas da doença e teria procurado o Centro de Atendimento da Covid, na última terça-feira, 25, quando fez o teste RT-PCR e o resultado deu positivo. Este novo fato, a propósito, suscitou grande preocupação na cidade, uma vez que, como se sabe, o coronavírus é uma doença que se propaga pelo contato entre as pessoas e, segundo afirmou a prefeita, o vereador, numa demonstração de irresponsabilidade e falta de compromisso com a população, mesmo tendo recebido as orientações para se manter em isolamento social, teve contatos com diversos moradores e outros vereadores que, por causa disso, vão ter que ficar em quarentena e seguir as orientações do comitê da COVID-19.

A prefeita também foi a rádio comunitária da cidade LT FM, solicitar que todas pessoas que tiveram contato com o vereador Joseilson, que testou positivo para o COVID-19, e demais vereadores procurem com urgência a central de monitoramento da Covid do município para que a saúde faça com urgência o monitoramento e o isolamento social. 
"O nosso temor é que Lagedo, com o ato irresponsável do vereador, poderá começar a transmissão comunitária, aumentando os casos e até ocorrendo mortes", disse.

A Prefeita adiantou que a Secretaria Municipal de Saúde deverá tomar providências judiciais, após o mapeamento da situação.

Nenhum comentário: