domingo, 27 de setembro de 2020

A grande surpresa das eleições 2020 em Jequié: Zé Simões lança o filho Duda Simões


A grande surpresa das eleições 2020 ficou por conta do apoio do vereador José Simões de Carvalho Júnior,  popular Zé Simões, ao filho Duda Simões. Amado e odiado, dependendo do lado de apoio,  o vereador que sequencialmente teve  vários mandatos no legislativo Jequieense tem uma história política em Jequié. Filho do ex-prefeito interino José Simões de Carvalho, foi prefeito interino na gestão do então prefeito Landulfo Caribé de (1983 a 1986). Simões começou a vida política na presidência do JTC Jequié Tênis Club.

Duda Simões vem com o sloga ”Experiência com renovação”, ladeado na foto de campanha pelo pai, José Simões que tem mandato no legislativo até o dia 31 de dezembro de 2020 e está inelegível, foi apoiador fiel ao prefeito Sérgio da Gameleira e tem trabalhos prestados na zona da mata principalmente no distrito de Florestal.

Jovem Duda Simões já vinha trabalhando nos bastidores, no dia 05 de novembro de 2017, ele publicou um poste no Instagram na inauguração da sala para alunos especiais no distrito de Itajuru. “A comunidade agradece ao prefeito Sergio da Gameleira, ao secretário de educação Roberto Gondim e ao vereador Zé Simões”.

"Como diz o meu pai, o vereador Zé Simões: Só se vence uma luta com coragem! Hoje sigo seus passos e os ensinamentos do meu avô, o ex-prefeito José Simões de Carvalho, e me coloco como candidato a vereador, pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), dando início a uma jornada que eu sei que será marcada por desafios. Temos histórico de lutas pelo povo, temos na cara e no sangue, a força da nossa gente”, disse Duda Simões em sua página no Instagram.

Segundo informações, este ano os vereadores Pastoleiro e Eliezer Fiim não concorrerão ao cargo.



Um comentário:

Ânimo disse...

Bom dia!!! Zenilton você acha que seus leitores são otários? Zé Simões nunca iria largar o osso, todos nós somos sabedores, que o motivo dele está lançando o filho, é que ele está inelegível por diversos processos por improbidade e desvio de recursos, quando era presidente da câmara.