sexta-feira, 4 de setembro de 2020

VEREADORA LANINHA DEFENDE AGILIDADE E TRANSPARÊNCIA NA APLICAÇÃO DO AUXILIO EMERGENCIAL DESTINADO A CLASSE ARTÍSTICA


A vereadora Laninha representou a Câmara na reunião do Grupo de Trabalho da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo quando da apresentação do Relatório Parcial do Projeto Aldir Blanc que trata sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural. Atenta a situação do segmento, a vereadora sugeriu que a Prefeitura faça todo e qualquer esforço no sentido de adotar as medidas necessárias para que o auxílio destinado pelo Governo Federal chegue a todos os artistas, empresas e entidades envolvidas com o setor cultural de Jequié.

A vereadora Laninha colocou que a classe artística vem sofrendo demais com a pandemia ainda mais àqueles que não tiveram acesso ao Auxílio Emergencial de R$600,00. “Estamos diante de uma crise sem precedentes, com os artistas sem mercado de trabalho em virtude das regras de isolamento social, razão pela qual cabe ao governo assegurar uma renda mínima a esses trabalhadores”, alertou.

Jequié recebe do Governo Federal recursos da ordem de R$1,17 milhão (um milhão cento e setenta mil reais) em socorro dos artistas e entidades que representam a cultura local.

“Na reunião, nós enfatizamos a necessidade da transparência do uso dessa verba e que ela chegue a todos os profissionais que tem direito a esse auxílio e que não demore tanto porque as dificuldades são enormes”, destacou Laninha.

A Lei Aldir Blanc trata sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural que os estados e municípios devem adotar durante a pandemia de Covid-19 com o objetivo de levar renda aos artistas, produtores, técnicos, contadores de histórias, oficineiros, professores de escolas de arte e capoeira, mestres da cultura popular, e todos os demais profissionais envolvidos nas diversas áreas do fazer cultural.

Nenhum comentário: