terça-feira, 6 de outubro de 2020

Jequié: Trabalhadores da Ativacoop podem ficar a ver navios



Um grupo de pessoas prestadoras de trabalho a ATIVACOOP – Cooperativa de Trabalho de Atividades realizaram nesta terça-feira (06), manifestação pacífica na porta da Prefeitura de Jequié. O protesto visa a cobrança de pagamento dos meses de agosto e setembro para cerca de 560 colaboradores.

Segundo a prefeitura, o contrato entre município e ATIVACOOP já havia se encerrado desde o dia 13 de setembro de 2020. Ou seja, nem sequer houve uma decisão do prefeito interino acerca da continuidade ou não do vínculo, visto que o fim do contrato impedia qualquer espécie de prolongamento ou aditivo.

De acordo com a PF, as representações, a aludida “Cooperativa” na verdade seria uma empresa intermediadora de mão de obra, travestida de Cooperativa, e estaria cobrando do município de Jequié valores bastante superiores àqueles que eram pagos para os prestadores de serviço, inclusive verbas fictícias, além de estar cobrando pela prestação de serviços de pessoas que jamais teriam integrado os quadros da Cooperativa.

No último dia 15 de setembro, a Polícia Federal deflagrou uma operação de busca e apreensão na cidade de Jequié. Um dos imóveis visitados foi a sede da Ativacoop, cooperativa que presta serviço de contratação de pessoal para a Prefeitura de Jequié, por meio de terceirização.

Nenhum comentário: