Homicídio: Acerto de contas no Inocoop termina em morte de ex-presidiário

Visite nosso Instagram

sábado, 16 de janeiro de 2021

NOTA DA COMISSÃO DOS PROFESSORES REDAS DA REDE MUNICIPAL DE JEQUIÉ


Segundo informações da comissão de professores do REDA, "Na manhã desta sexta-feira (15), tínhamos uma reunião agendada na Câmara de Vereadores. Ao chegarmos no local tivemos que ficar do lado de fora, na alegação de que tais medidas era devido a suspensão do atendimento e ao Covid-19, mas ficou claro o desrespeito com nossa classe, pois algumas pessoas adentraram normalmente ao espaço da Câmara . Tivemos que nos abrigar próximo a uma loja e depois na sede da 89 FM. Enfim, A reunião da Câmara não aconteceu.

Na sede da FM tentamos pedir um espaço na emissora para passar ao público a nossa situação, enquanto aguardávamos Ary Moura, encontramos o prefeito Zé Cocá, que de forma educada, nos deu atenção e conversou com a gente tratando de nossa situação.

O prefeito nos indicou que a gente entrasse em contato com a secretária de Educação, Elvia Sampaio para marcar uma reunião em até no máximo 10 dias. Nessa reunião teríamos mais clareza a respeito das propostas para as aulas, sobre toda nossa situação e obteríamos respostas sobre diversos pontos.

O mesmo antecipou que a ideia que se tem é de retorno das aulas entre o final de fevereiro até o mês de março, estando atento às determinações do MEC.

Com relação a nossa situação o mesmo falou que voltando as aulas os Redas retornam. O prefeito eleito também garantiu que depois de tudo retornar a normalidade, acreditamos que se referindo ao nosso retorno a folha, que seria favorável a inclusão do adcional temporal ao final dos contratos.

Diante disso vamos nos reunir, pois informamos a ele que tem diversos pontos a serem tratados como vencimento de contratos de muitos REDAS e a dúvida se renovarão, assim como também se teremos reposição do tempo parado aos contratos. Nós da comissão entramos em contato com a Secretária de Educação para marcar a data da nova reunião. Agradecemos primeiramente a Deus que nos fortalece a cada dia para lutarmos com garra. Estaremos sempre informando aos colegas as novidades.Obrigado a todos.

Atenciosamente:

Ana Paula, Cailane e Mateus (Comissão dos professores REDA do município de Jequié)", finaliza a nota.

10 comentários:

Robson Figueredo disse...

E isso aí lutar sempre,matar um leão por dia,vida de professor reda.

Rejane disse...

Parabenizo a comissão

Sara disse...

A comissão está de parabéns!

Sara disse...

A comissão está de parabéns!

Unknown disse...

Um pena que não chova de comentários aqui sobre essa desumanidade com mais de 500 profissionais e suas famílias. Os REDAS sofreram mais que qualquer mendingo, visto que os mendingos tiveram direito ao auxílio. Quando as aulas começam, vão dizer que os REDAS, têem que repor aulas junto com os concursados, que ficaram o ano todo recebendo seus salários normais. Jequié das injustiçado.

Unknown disse...

Um pena que não chova de comentários aqui sobre essa desumanidade com mais de 500 profissionais e suas famílias. Os REDAS sofreram mais que qualquer mendingo, visto que os mendingos tiveram direito ao auxílio. Quando as aulas começam, vão dizer que os REDAS, têem que repor aulas junto com os concursados, que ficaram o ano todo recebendo seus salários normais. Jequié das injustiçado.

Unknown disse...

Um pena que não chova de comentários aqui sobre essa desumanidade com mais de 500 profissionais e suas famílias. Os REDAS sofreram mais que qualquer mendingo, visto que os mendingos tiveram direito ao auxílio. Quando as aulas começam, vão dizer que os REDAS, têem que repor aulas junto com os concursados, que ficaram o ano todo recebendo seus salários normais. Jequié das injustiçado.

Unknown disse...

Um pena que não chova de comentários aqui sobre essa desumanidade com mais de 500 profissionais e suas famílias. Os REDAS sofreram mais que qualquer mendingo, visto que os mendingos tiveram direito ao auxílio. Quando as aulas começam, vão dizer que os REDAS, têem que repor aulas junto com os concursados, que ficaram o ano todo recebendo seus salários normais. Jequié das injustiçado.

Unknown disse...

Um pena que não chova de comentários aqui sobre essa desumanidade com mais de 500 profissionais e suas famílias. Os REDAS sofreram mais que qualquer mendingo, visto que os mendingos tiveram direito ao auxílio. Quando as aulas começam, vão dizer que os REDAS, têem que repor aulas junto com os concursados, que ficaram o ano todo recebendo seus salários normais. Jequié das injustiçado.

Unknown disse...

Um pena que não chova de comentários aqui sobre essa desumanidade com mais de 500 profissionais e suas famílias. Os REDAS sofreram mais que qualquer mendingo, visto que os mendingos tiveram direito ao auxílio. Quando as aulas começam, vão dizer que os REDAS, têem que repor aulas junto com os concursados, que ficaram o ano todo recebendo seus salários normais. Jequié das injustiçado.