Jequié: Inscrições para cursos gratuitos do Programa Desenvolve Jequié 0800 071 1710

Visite nosso Instagram

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Acij realiza trabalho de acompanhamento hídrico


Numa demostração de competência associativista, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Jequié-ACIJ Verivaldo Santana esteve  visitando na tarde desta terça-feira (15.07),  várias localidades e representantes de entidades que sobrevivem das águas da Barragem de Pedra, Espinho (Jequié), Money (Maracás), Porto Alegre (Maracás) e representantes de Ilha Grande (Iramaia) e  Jiboinha (Manoel Vitorino).
 A finalidade da visita é ver de perto a situação das famílias que utilizam a água para o consumo humano, irrigação de lavouras como: melancia e pintão e a pesca. As noticias não foram muito boas, primeiro ele teve oportunidade de ver de perto as marcas onde as águas da montante já chegou antes de 2009. Depois ouviu representantes de entidades como a presidente da Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Money, Rosizele Pereira Aguiar que fez um relato dos problemas enfrentados nestes últimos anos e o problema mais recente que foi a decisão da CHESF em promover uma vazão que chegou aos 6 metros³ por segundo trazendo de certa forma prejuízos para os pequenos produtores. A situação é mais grave na região da Ilha Grande onde a água da barragem esta a mais de 16 Km de distancia o abastecimento de águas para as famílias está sendo feito por caminhões pipas. O presidente da ACIJ Verivaldo Santana vai juntar os depoimentos e o registro fotográfico que foi feito pela equipe de reportagem de A Folha e entregará a promotora do Ministério Público Estadual para assuntos do meio ambiente responsável da apuração das denuncias que foram feitas contra a CHESF que até o momento não explica os motivos para o aumento da vazão. Blog Ari Moura.