Jequié: Inscrições para cursos gratuitos do Programa Desenvolve Jequié 0800 071 1710

Visite nosso Instagram

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Centro de Interpretação de Libras já funciona em Jequié




A Central de Interpretação de Libras - CIL de Jequié é um espaço criado na sede do Centro Educacional Especializado de Jequié – CEEJ para garantir às pessoas com deficiência auditiva atendimento de qualidade por meio de serviços de tradução e de interpretação. Esse apoio facilita também o acesso dessas pessoas aos serviços públicos.

De acordo com a Prefeita de Jequié, Tânia Britto, a instalação da CIL é resultado da aplicação de políticas públicas municipais voltadas para a inclusão. "A Central é um grande benefício, tanto para surdos quanto para pessoas que não possuam deficiência auditiva. O trabalho desenvolvido na CIL facilitará a integração e a comunicação entre ambos”, destaca.

O espaço, inaugurado no inicio de julho de 2014, funciona em horário comercial. Os usuários surdos aprendem a Língua Brasileira de Sinais, a Libras, além de terem aulas de Língua Portuguesa e de praticarem atividades físicas. Durante o dia, são oferecidas quatro refeições aos usuários e são disponibilizados cursos gratuitos de Libras também para a comunidade. A CIL conta ainda com uma sala para os cursos com capacidade para vinte pessoas e uma sala de "Recursos", onde acontece o ensino da Língua Portuguesa por meio de jogos e de outras atividades.

A intérprete Renata Ribeiro, responsável pelo ensino da Língua Portuguesa na Central, lembra da dificuldade encontrada pelo deficiente auditivo antes da criação da CIL. “Antes, o surdo tinha dificuldades, por exemplo, para ir a um consultório médico e ser atendido, diagnosticado ou encaminhado para fazer algum procedimento”, lembra. Agora, ressalta a intérprete, acontece o atendimento virtual por meio de um chat de comunicação. "Nele, o intérprete se comunica com o surdo tanto à distância quanto de forma presencial. Com isso, é possível agendar e acompanhar, por exemplo, consultas médicas, audiências e realizar serviços bancários", completa.

Todas essas ações, resultantes da política pública de inclusão desenvolvida em Jequié, buscam minimizar os problemas de natureza pessoal, familiar ou profissional que a surdez pode causar. Isso tudo facilita a integração e a comunicação entre os surdos, e também entre eles e pessoas sem deficiência.
Fabio José Ribeiro da Silva é deficiente auditivo. Aos 42 anos de idade, ele vê na Central uma oportunidade para amenizar os contratempos causados pela deficiência: “A Central facilita muito a minha vida”, comemora por meio de sinais interpretados pelo intérprete Márcio Gonçalves.

A vice-presidente da CEEJ, Gislaine Morais Santos, um espaço que direcione as ações para a causa da pessoa vítima da surdez é de suma importância para os portadores da deficiência. “Antes não tínhamos um lugar onde ficar, estudar, interagir com pessoas que enfrentam as mesmas dificuldades que nós”, expressa-se também por sinais traduzidos por Lucas Fernandes.

Quem tiver interesse em conhecer os serviços oferecidos pela Central pode visitar o espaço localizado na Rua Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, 288, bairro Jequiezinho. Também é possível entrar em contato com a CIL pelo telefone 73-3526-5097, pelo email ciljebahia@gmail.com, pelo Skype "ciljebahia" ou pelo perfil da Central no Facebook: www.facebook.com/cilje.