Vereador João Paulo: Crianças visitam gabinete da Câmara Municipal

Visite nosso Instagram

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Infestação de dengue em Jequié é reduzida quase pela metade em 2014



O número de casos de dengue em Jequié foi reduzido em 43% no último trimestre (julho, agosto e setembro) em comparação ao primeiro trimestre de 2014. Os dados foram apresentados através do 4º Levantamento Rápido do índice de Infestação por Aedes Aegypti – LIRA. O balanço é realizado a cada três meses.
Para a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Priscila Barros (Foto), esse resultado é consequência do esforço conjunto da população e do governo municipal, através do trabalho de campo dos Agentes de Combate as Endemias – ACES.
“Nós não podemos baixar a guarda. Não é por estamos conseguindo, ainda que parcialmente, um excelente resultado em relação à dengue que deixaremos de nos preocupar nos próximos meses do ano, período mais quente e quando ocorre muita chuva no nosso município”, alerta.

A Secretaria Municipal de Saúde registrou em janeiro deste ano um índice de infestação predial de 7,86%, enquanto que, no último balanço apresentado, a infestação foi reduzida para 3,3%. A queda também foi observada nos locais onde existiam maiores influencia do índice de casos de dengue registrados no município. Apesar da redução expressiva, a Secretaria Municipal de Saúde ressalta a importância da atenção para os riscos da doença e da manutenção das ações de toda comunidade para eliminar os criadouros do mosquito Aedes Aegypti, o transmissor da dengue. Afinal, o Ministério da Saúde preconiza o índice abaixo de 1% como o ideal.



Os bairros de Jequié com a maior infestação do mosquito da dengue são: Posto Manoel Antônio (18,18%); Amaralina (11,11%); Alto da Pedreira (6,57%); Barro Preto (5,26%); e Sol Nascente (4,54%). Em contrapartida, há muitas localidades onde existia uma grande infestação e, após os trabalhos de prevenção, os índices foram reduzidos, como é o caso da Invasão, que, em janeiro, registrou um índice de 8,33% e, agora, caiu para zero. O mesmo aconteceu nos bairros Inocoop, Brasil Novo, Boa Vista, Loteamento vila Aeroporto, Cidade Nova, Centro, São Judas Tadeu, Baixa do Bonfim, Alto da Bela Vista e Jardim Alvorada.

Para o combate do Aedes Aegypti, o município conta com a colaboração de 68 agentes (23 deles convocados através de concurso público recente) que desenvolvem o tratamento focal realizado em visitas aos domicílios. Eles fazem o diagnostico da larva do mosquito, o tratamento com larvicida e a orientação na educação em saúde sobre a prevenção da dengue à população.

Em 2014, foram 310 casos notificados com suspeita de dengue até o mês de outubro. Para contribuir na luta de prevenção da dengue através de denuncias e orientações, ligue 73 3526-9811.