quarta-feira, 10 de abril de 2019

Passarela sobre o Rio das Contas precisa de manutenção em Jequié


Não tem placa de concreto que aguenta essa pratica diariamente

Usuários da passarela que faz a ligação do Centro Industrial de Jequié ao Joaquim Romão está precisando de atenção da Secretaria Municipal de Infraestrutura. A reportagem do BZM esteve in loco e observou algumas avarias na referida passarela, a exemplo de afastamento das placas de concreto, algumas estão danificadas precisando de substituição.
No primeiro vão da Passarela uma placa está suspensa  trazendo desconforto para os usuários. Segundo informações a passarela passam mais de 5 mil pessoas diariamente, são funcionários da Ramarim e de outras empresas do Centro Industrial de Jequié.
Há uma preocupação na questão da iluminação, os vândalos estão destruindo  todas as lâmpadas, por não ter uma proteção mais segura. A escuridão facilita a excussão de assalto no período noturno. “Aqui tem muitos assaltos principalmente com os funcionários da Ramarim que são constantemente assaltados”, disse Antonio Júnior que relatou a reportagem que não passa a noite nem  pago.
Jequié tem duas passarelas construídas na época do então prefeito Roberto Britto, que fazem a ligação da Rua São Luiz ao Centro Industrial e também do Joaquim Romão ao Centro Industrial.
Segundo informações de moradores próximo a passarela, os funcionários da Ramarim, apressados atravessam a via correndo, e isso ajuda a danificar as placas de concreto. "Imaginam mais de 50 homens correndo em uma passarela", indagou.
O vereador Eliezer Fiim sugeriu ao executivo para disponibilizar prepostos da Guarda Municipal para fazer a vigilância do local, visto que é um patrimônio do município. Mas, não foi atendido pelo prefeito Sergio da Gameleira.