Zona rural da região de Florestal está sem sinal da Vivo há 30 dias

Visite nosso Instagram

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Continua o impasse entre prefeitura de Jequié e a Embasa para assinar contrato em Jequié




Foto: Zenilton Meira - César Melhem falou que investimento não vem sem assinatura do contrato
Segundo o vereador Joaquim Caires  a Embasa está prestando serviços clandestino em Jequié. A Prefeitura não realizou ainda a assinatura da atualização da  concessão denominado de Contrato de Programa,  para a Embasa fazer os serviços de investimento na cidade.

Segundo  gerente regional em Jequié César Melhem enquanto a prefeitura não assinar o Contrato de Programa nada será realizado, nenhum tipo de investimento, somente manutenção.

O prefeito tem conhecimento por meio de seus assessores que é importante fazer  a assinatura do contrato. Os técnicos da Embasa anunciou um R$ 160 milhões. O contrato será de 30 anos.

Os vereadores disseram que exista uma Lei de redução da taxa de 80% para 40% , outras cidades da Bahia já conseguiram, a exemplo de Feira de Santana.

O prefeito de Jequié disse no site oficial da Prefeitura após a Audiência Pública  “Discutimos, hoje, o Contrato de Programa a ser celebrado com a Embasa e, por isso mesmo, a nossa comunidade, a nossa sociedade precisa participar. É um debate importante, pois o projeto que estamos discutindo é um projeto de curto, médio e longo prazo, sobre intervenções positivas, que serão realizadas e que vão interferir, diretamente, para melhorar a vida da nossa população”, disse.

A população que os benefícios, a falta de água nos bairros são denunciada toda manhã nas emissoras de rádios da cidade. "O Rio Jequiezinho tá agonizando com tanto esgoto sem tratar, o Rio das Contas virou um esgoto a céu aberto", disse o internauta Eduardo Damascena.

Um morador do Jequiezinho comentou o seguinte "Já era de se esperar, o prefeito omisso sem nenhum compromisso com os munícipes, deveria não celebrar o contrato e multar a Embasa por não ter o ALVARÁ, força-la a obedecer a lei, lei esta que em Vitória da Conquista, funciona, será que é porque lá tem políticos e prefeito mais  cobrador do que  o daqui?", questionou

"Ainda bem que continua, a Embasa não respeita nada, temos que mudar isso, é uma grande oportunidade para o meio ambiente continuar lutando e ter êxito na luta", desabafou um leitor.