Zona rural da região de Florestal está sem sinal da Vivo há 30 dias

cabeçario

Visite nosso Instagram

sábado, 14 de setembro de 2019

[Educar Para Libertar] Por Joilson Bergher, Professor da Área de Humanidades.


Em Brumado está uma beleza, uma maravilha. Aqui o lema da atual gestão pública municipal é: ´Educar para Libertar”. Mas veja, veja, veja, “Enquanto RHI Magnesita doa robô de última geração para colégio dos Estados Unidos, escola de Brumado terá que ser desativada por falta de apoio da empresa...” Essa manchete está no Blog – Brumado Urgente da cidade de Brumado, acessado por mim hoje, dando conta que essa empresa citada na manchete faz para os Estadunidenses o que teoricamente deveria fazer por essa cidade. Segundo o blog -, “Ao longo de sua história empregou gerações de famílias, o que foi uma das principais vertentes para o crescimento da cidade nos idos dos anos 70 e 80, tanto que era apelidada de “mãezita”. Só que com as mudanças substanciais que foram ocorrendo no mercado internacional após a Quarta Revolução Industrial (Indústria 4.0), a empresa foi vendida e adquirida por grandes grupos de acionistas internacionais, o que mudou o conceito e fez vingar o modelo altamente capitalista. Atualmente a RHI Magnesita contribui com o município com o pagamento dos impostos e royalties da mineração, além de ajudar em algumas causas sociais e médicas, mas, para a grande maioria dos brumadenses, isso ainda é muito pouco, já que a extração mineral que é proporcionada pelo solo brumadense rendeu e rende milhões ou quem sabe até bilhões de lucros à empresa.” O tal robô segundo o blog será doado para o Centro de Tecnologia da New Oxford High School...para no final o mesmo blog lançar a pergunta: “será que a RHI Magnesita não poderia contribuir muito mais para o futuro de Brumado, pelo menos na área educacional?” Não sabemos que logica existe nessa parceria dessa empresa com uma escola estadunidense, mas essa pergunta é alvissareira, pois, revela uma outra lógica perversa, a de investir em centros que nada dizem respeito a nós. Qual a política social dessa empresa para Brumado? Qual é a política empreendedora dessa empresa para dotar o jovem brumadense de alguma possibilidade nessa área de minérios para competir num mercado de quase 20 milhões de desempregados? De 1939 a 2019, portanto 80 anos depois, o prêmio é esse? Fechar uma escola por falta de apoios? É isso mesmo? O atual senhor gestor municipal muito cuidadoso com essa cidade, nos parece ter sido um dos vários trabalhadores a ajudar, a contribuir com seus braços fortes essa empresa ser grande, a ser um referencial no mundo em seu setor produtivo. Precisaria se movimentar, vir a público dar a sua palavra, a sua lavra, a sua opinião, exatamente nesse momento em que estamos num grande debate sobre o “Educar para libertar” o Ser de suas amarras. Quem sabe com a palavra do senhor gestor, com seu convencimento, essa empresa não resolva deixar por aqui mesmo esse robô...só de olhar esse magnifico equipamento, o belo-robô, os nossos alunos ficariam felizes, neh?