terça-feira, 22 de outubro de 2019

Jequieense é destaque em matéria do Correio, no espetáculo que contou trajetória de Santa Dulce na Fonte Nova


Flora Vidal é voluntária como cuidadora de idosos, em Jequié (Foto: Andreia Santana/CORREIO)

Ex-paciente das Obras Sociais de Irmã Dulce- Osid, a jequieense  Flora Vidal, de 54 anos, hoje é voluntária como cuidadora de idosos, em Jequié, onde mora. Ela atribui a irmã Dulce ao menos duas graças, a sua cura de uma depressão pós-parto, em 1988, e a sobrevivência do filho, que aos 14 anos teve um aneurisma. Hoje ele está com 32. E as graças são mais do que motivo para ela vir até Salvador, em uma caravana com mais 50 pessoas, para reverenciar a santa.

“Sinto muito orgulho dela ser brasileira, nordestina e baiana. Eu vi, toquei e senti, não tem como não acreditar na santidade dela”, declarou Flora, que conheceu irmã Dulce pessoalmente e foi encaminhada pela freira para receber o atendimento que necessitava para tratar sua depressão. “Para mim, é um grande milagre estar aqui”. Veja matéria completa aqui!