segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

Roco Martinelli será homenageado com título de cidadão baiano

Imigrante italiano que chegou ao Brasil em 1950, com apenas 10 anos de idade, instalando-se com a família em Camaçari e posteriormente em Jaguaquara, onde vive até hoje, o agrônomo Roco Martinelli vai se tornar em breve cidadão baiano. A inciativa é do deputado estadual Zé Cocá (PP), que apresentou na Assembléia Legislativa da Bahia (Alba), o projeto de resolução nº 2.843/2019, propondo a homenagem, subscrita pelo deputado Aderbal Caldas, também do PP. O título será entregue em Salvador, em dia e hora a ser definida pela mesa diretora da Alba.
O deputado Zé Cocá explica que o italiano Roco Martinelli, hoje com 79 anos de idade, é uma das pessoas mais conhecidas do município de Jaguaquara, não só por ser o pai do prefeito da cidade, Giuliano Martinelli, mas pela atuação como agrônomo autodidata e sua influência junto aos produtores de hortifrutigranjeiros da região, aos quais divulgou métodos de cultivo, produção e comercialização.
Casado com Adelita Andrade desde 1976, Roco naturalizou-se brasileiro logo depois. O casal teve três filhos, Giuliano, Giuseppe e Gisely, o primeiro formado em Agronomia, e os outros em Direito. Todos três fizeram o segundo grau no Colégio Taylor Egídio, instituição pela qual Roco tem grande respeito.

Rocco Martinelli correu mundo. Conheceu a Alemanha, Portugal, França, Grécia, Suiça, Aústria, Polônia, Holanda, Bélgica, Inglaterra, Israel, Sibéria, Jordânia, Argentina, Uruguai e Paraguai, mas seu coração bate forte pelo Brasil, em especial pela baiana Jaguaquara.

Zenilton Meira