terça-feira, 7 de abril de 2020

Link oficial ao Auxilio Emergencial você encontra aqui!








PublicidadeEsta semana o Governo Federal deve começar a pagar o benefício emergencial, aprovado pelo Congresso Nacional, aos trabalhadores informais, aos beneficiários do Programa Bolsa Família e as mulheres que cuidam sozinha de suas casas, o valor entre R$ 600,00 e R$ 1.200,00. Na proposta inicial, o Governo Federal ofereceu apenas R$ 200,00.

O instrumento que será utilizado para pagamento dos benefícios será o Cadastro Único, então administrado pelas Prefeituras e que possuem a obrigação de mantê-los atualizado, facilitando assim o acompanhamento dos beneficiários nos programas do governo federal. Esse serviço guarda as informações pessoais e de condição de vida de famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza e tem sido bastante utilizado nas politicais sociais, a exemplo do Programa Bolsa Família.


Considerando que o município de Jequié tem em seu Cadastro Único a taxa de atualização de 81,65%, e mantêm inseridas no sistema, dados de dezembro de 2019, um total de 29.378 famílias, sendo 10.771 em situação de extrema pobreza, 3.420 em situação de pobreza e 7.531 de baixa renda. Deste total em março de 2020 o Programa Bolsa Família em Jequié tinha 12.446 famílias, recebendo um beneficio médio de R$ 163,65. No ano de 2019 foi repassado pelo Programa Bolsa Família no município um total de R$ 25.020.178,00 e nos primeiros três meses deste ano um total de R$ 5.874.740,00.

Graças à boa atualização do Cadastro Único pela Secretaria de Assistência Social de Jequié, e considerando que todas as famílias, incluindo as do programa Bolsa Família receberão o beneficio emergencial, servindo de sustento a estas famílias durante este inicio de pandemia do coronavírus, temos também a expectativa que circule no comércio local durante este mês de abril, aproximadamente R$ 20 milhões.

Segundo dados do Tesouro Nacional referente ao mês de setembro de 2019, o município de Jequié tinha cadastrado no Simples Nacional na condição de Microempreendedor Individual (MEI) um total de 5.745 empresas, que também pode movimentar a economia em torno de R$ 3,5 milhões e beneficiar estes profissionais.

Nenhum comentário: