sexta-feira, 1 de maio de 2020

Vereador faz comparativos administrativos de Jequié X Brumado

“pago os vencimentos dos servidores sempre com recursos de dois meses de antecedência”, diz o prefeito de Brumado.

Segundo o vereador Soldado Gilvan "Enquanto na cidade de Jequié que se arrecada quase três vezes mais o que o municipio de Brumado, o prefeito Sergio da Gameleira, que mais recebeu recursos federais, que mais arrecadou, atrasa em dois meses os salários dos trabalhadores.
Como se auto-intitula, “o prefeito mais pão duro do Brasil”, Eduardo Vasconcelos dirige os destinos de Brumado no sudoeste baiano, com planejamento e austeridade. Enquanto o Sergio da Gameleira, intitulado como o pior gestor e com fama de mau pagador, atrasa dois meses os salários"disse.

Brumado tem arrecadação anual de 170 milhões, uma média de 15 milhões mensais. Já em Jequié se arrecada mais de 30 milhões por mês, com orçamento de mais de 500 milhões para o ano de 2020.

Eduardo disse que a vida financeira do município está equilibrada para o cumprimento de metas e vencimentos, “pago os salários dos servidores sempre com recursos de dois meses de antecedência, exemplo: os salários de abril, pago com recurso em caixa de fevereiro, isso é fruto de organização”, salientou o mandatário. Em Jequié, Sergio deixará o maior rombo nas contas publicas.

De acordo com o Soldado Gilvan "Em contrapartida, muitos prefeitos têm reclamado da queda de ICMS e não conseguem manter a folha em dia. Em Jequié, nunca se arrecadou tanto e ainda teve R$ 200 milhões dos Precatórios".

O vereador faz comparativos "Durante o período da Covid-19, o prefeito de três mandatos distribuiu 3,5 mil cestas para população carente (alunos do ensino integral) do município. Já em Jequié, falta ações nenhuma cesta básica foi entregue pela gestão municipal", frisou.

A Capital do Minério registra 74 casos descartados de Covid-19, o novo coronavírus, 24 pacientes ainda estão aguardando resultado do Laboratório Central (Lacen). 632 pessoas foram notificadas suspeitas com o vírus. O município tinha oito casos confirmados, mas segundo o boletim, todos já estão curados.

Nenhum paciente está internado no Centro de Atendimento ao Covid-19 e nem no Hospital Professor Magalhães Neto.

"Olha a diferença de quem faz gestão e de quem faz só CORRUPÇÃO. A cidade de Jequié esta sendo levada para o mais profundo abismo, fruto da inoperância, inércia, irresponsabilidade, má fé e muita corrupção", pontua o vereador.

O Soldado Gilvan conclui dizendo "Não se justifica uma cidade que arrecada R$ 30 milhões por mês e tem uma folha de R$ 12 milhões, não ter recursos para o seu pagamento, estando todos os demais serviços em atrasos de 2, 4, 5 e até 9 meses, exceto publicidade e consultorias, estes em dia mês a mês", finalisou..



Nenhum comentário: