quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Paulo Vasconcelos concede entrevista ao radialista Marcos Cangussu



O radialista Marcos Cangussu entrevistou o pré-candidato a prefeito de Jequié Paulo Vasconcelos. A primeira pergunta:Como o senhor administrará a Prefeitura de Jequié sem interferência dos vereadores? É possível receber apoio e não transformar sua gestão em máquina de distribuição de cargos?

"Ter tido a experiência honrosa de ter sido vereador de Jequié e ser também sabedor das efetivas funções da vereança, afirmo que os poderes precisam realizar suas funções harmonicamente, independentes e buscando sempre realizar efetivas melhorias para o Povo.

Isto posto, não vejo problema e nem dificuldade alguma para dialogar com o Legislativo. Toda interferência crítica, reflexiva, propositiva e com honestidade de propósitos será bem acolhida e discutida por toda a equipe da gestão municipal, sob a nossa liderança democrática e emancipadora.

Os apoios políticos serão construídos, edificados e potencializados a partir do desenvolvimento de diálogos e arranjos políticos que não maculem a ética da administração pública.

Vale ressaltar que o conceito que tenho e defendo, diuturnamente, sobre administração pública cidadã, não tem e não terá espaço ideológico e operacional para que a máquina pública seja distribuidora de cargos, a fim de atender “caprichos” egoístas de quaisquer personalidades políticas.

A máquina pública precisa e será no nosso governo, se assim o nosso Bondoso Deus permitir, distribuidora de boas novas políticas públicas para o Povo Jequieense na Educação, Saúde, Cultura, Assistência Social, Mobilidade Urbana, Desenvolvimento Sustentável, Emprego e Renda, Juventude e Empoderamento Social.

Com muito trabalho, humildade, seriedade, democracia participativa, transparência e ética pública, haveremos sim de construir fundamentais apoios políticos para libertar o “nosso” amado Povo jequieense das amarras e grilhões das FALSAS LIDERANÇAS POLÍTICAS", disse. Veja entrevista completa aqui!.

Nenhum comentário: