quarta-feira, 2 de setembro de 2020

Deputado sugere cota especial para classificação no ENEM


O deputado Euclides Fernandes (PDT) apresentou Indicação ao Ministro Milton Ribeiro, da Educação, sugerindo que no exame do ENEM deste ano seja adotado em caráter emergencial um sistema de cotas diferenciado exclusivamente para atender aos alunos provenientes das escolas públicas, que em razão das dificuldades impostas pela crise do Covid 19 estarão concorrendo numa competição bastante desleal com os alunos provenientes das escolas particulares.

Nesse período, as escolas particulares adotaram sistemas de aulas virtuais, permitindo que seus alunos pudessem acompanhar os programas de todas as matérias, enquanto os alunos das escolas públicas sem acesso direto a informática ficaram sem aulas e com o ensino inteiramente paralisado.

A sugestão do deputado prende-se ainda ao fato de que No ano passado, quando todo o sistema de ensino funcionou normalmente, sem nenhuma restrição, os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio apontaram que entre as 20 escolas com mais alunos entre os melhores classificados apenas duas eram escolas públicas, assim mesmo consideradas especiais, pois foram os chamados Colégios de Aplicação, vinculados às Universidades Federais.

Espera o deputado Euclides Fernandes que a proposição seja imediatamente analisada para que os jovens alunos não sejam prejudicados. “Tendo como base os critérios adotados para o sistema de cotas atualmente em vigor, beneficiando estudantes de etnias afro, torna-se bem mais fácil a elaboração do regime proposto emergencialmente nesta Indicação.” Salientou o proponente.

– A nossa preocupação no momento é que os alunos das escolas públicas que tiveram suas aulas suspensas em razão da pandemia e não puderam acompanhar os ensinamentos do último ano do colegial, considerado o mais importante, pois a maioria não tem acesso a Internet. Enquanto os alunos das escolas particulares continuaram com quase o mesmo regime de aulas, através do sistema virtual. Se não for adotado um critério diferenciado praticamente somente os alunos oriundos das escolas particulares ocuparão as vagas estabelecidas pelo ENEM.” Concluiu o deputado Euclides Fernandes.

Nenhum comentário: