terça-feira, 15 de setembro de 2020

Polícia Federal novamente em Jequié: Prefeito afastado por 60 dias


Sérgio da Gameleira será afastado do cargo de prefeito de Jequié, sede regional de 26 municípios do sudoeste da Bahia,  por 60 dias. O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) determinou o afastamento do prefeito de Jequié, após Operação Guilda de Papel, da Polícia Federal, deflagrada nesta terça-feira (15.09.2020). O vice-prefeito Hassan Iossef aguarda tão somente ser notificado para assumir o cargo.

Segundo análises pela CGU foi constado que determinadas verbas cobradas pela “Cooperativa” junto ao município de Jequié eram de fato ilegais. Todos esses aspectos apontam a ocorrência de fraude à licitação, frustração a direitos trabalhistas e superfaturamento e desvio de verbas públicas em Jequié, no que diz respeito a essa contratação.

Nesta terça está sendo cumpridos 10 mandados de busca, e seis medidas cautelares diversas da prisão, inclusive o afastamento do prefeito de Jequié pelo prazo de 60 dias, expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região. A ação ocorre no próprio município de Jequié e em Feira de Santana, com a participação de cerca de 50 policiais federais.

A Operação Guilda de Papel visa à repressão aos crimes de fraude à licitação, fraude a direitos trabalhistas e desvio de verbas públicas em Jequié.

Fotografias circulando nas redes sociais mostram os lugares em Jequié onde a Polícia Federal esteve recolhendo documentos. A exemplo da empresa da família do prefeito no Centro Industrial de Jequié.

Nenhum comentário: