Setembro Amarelo: Instituto Mãos oferece Plantão Psicológico gratuitos

Visite nosso Instagram

segunda-feira, 7 de junho de 2021

Vereador João Paulo concede Título de Cidadão Jequieense ao pastor Alessandro Feltrin





A Câmara Municipal promulgou na sessão de 01.06 o Decreto Legislativo (07/2021). apresentado pelo vereador João Paulo Fernandes, concedendo o Título de Cidadão Jequieense ao pastor Alessandro Pacheco Feltrin, honraria que reconhece a trajetória de notáveis nascidos em outros municípios, mas com serviços prestados, além de explicita demonstração de amor por Jequié.

Vindo de Brusque, Santa Catarina, no dia 1 de julho de 2004, para trabalhar na Totalflex Embalagens, como designer de produtos, o homenageado com o Título de Cidadania permaneceu com suas funções na empresa até dia 19 fevereiro de 2013. Depois montou um escritório publicitário onde até os dias de hoje presta serviços a empresas de Jequié, nacionais e internacionais principalmente na área de embalagens.

Em paralelo, desde 2004, Alessandro Pacheco Feltrin, casado com Elaine Gonçalves Feltrin, começou o Grupo de Teatro chamado A4ªParede, com o propósito de levar esperança cristã e inclusão social através das artes (palhaços, dança, pantomina e dramaturgia), com média de 20 integrantes e todos exercendo voluntariado, eram filiados e apoiados na época junto a Igreja Batista Belém, pastor Edvaldo Nascimento onde permaneceram durante 6 anos.

Além de fazer apresentações em igrejas, ruas e praças, começaram a viajar ministrando cursos gratuitos de teatro e dança em toda Bahia (cidades como Laje, Apuarema, Itapetinga, Seabra, Camamu, Vitória da Conquista, Salvador e outras) se tornando uma referência no meio das artes cristãs.

A Companhia começou a difundir trabalhos sociais em bairros carentes e instituições filantrópicas de Jequié e outras cidades, levando ajuda (alimentos, brinquedos etc.).

Em 2010, Alessandro e Elaine Feltrin trouxeram para Jequié uma das Igrejas Evangélicas que mais cresce no Brasil e difundida em vários países, tendo a forte característica de trabalhar fortemente com adolescentes e jovens, a igreja Bola de Neve.
Como começou:
• 2010 - Começaram em sua casa, sala (24m²)
• 2010 - Praça da Bíblia onde ficaram 1 ano ao céu aberto.
• 2011 - Foram para 2º andar da Calibra Pneus (200m²) na Av. João Goulart.
• 2013 - Cresceram e foram para outro imóvel também Av. João Goulart (500m²), em frente à Praça da Bíblia.
• 2019 - Atualmente está instalada na Av. Landulfo Caribé, próximo à Praça dos Caçambeiros com um prédio de 2 pisos totalizando 1000m².
Desde o primeiro imóvel começaram os atendimentos de assistência com moradores de rua (alimentação, banho, roupas, cabelereiros e encaminhamentos a novas oportunidades ou volta a cidade natal). Também começaram investimento em crianças em várias áreas:
• Montaram departamentos específicos com ensinamentos bíblicos e alimentação (janta) durante os cultos.
• Foram criados serviços fora das paredes da Igreja como:
• Projetos de Palhaços na pediatria do Hospital Prado Valadares.
• Projetos nos bairros como distribuição de brinquedos (Dia das Crianças e Natal).
• Distribuição de cestas básicas e materiais de limpeza e higiene.
• É realizado um trabalho de FPE que tem dado oportunidades a centenas de jovens a encontrarem um novo sentido.
Nestes 17 anos em Jequié foram muitos jovens e adultos tirados das drogas e alcoolismo, pessoas foram curadas da depressão, casamentos restaurados e tantas famílias inteiras alcançadas através do evangelho e vários trabalhos sociais.
Foi durante 2 anos, (2017/2018) Presidente da Ordem dos Pastores de Jequié, contribuindo diretamente para o Feriado do dia do Evangélico, renomeação da Praça da Bíblia, realização duas Marchas para Jesus e representação do povo evangélicos no cenário cristão e político de nossa cidade.
Aguardando a pandemia. Está montado o Projeto Levi, que levará atendimento para 40 família de baixa renda com filhos autistas, com atendimento voluntário de psicopedagogas, psicólogos, fisioterapeutas, pedagogas e outros profissionais.
Hoje, com uma área de 400m² somente para participação infantil continuam focados no investimento em crianças, pois acreditam que através das crianças podemos mudar uma geração inteira.

É bom ressaltar que diante da companhia teatral a 4ª Parede, Ordem dos Pastores de Jequié e da Igreja Bola de Neve, os pastores Alessandro e Elaine nesses 17 anos nunca tiveram salário, sempre viveram de seu próprio negócio, portanto, são voluntários sem nenhum vínculo empregatício com os serviços prestados e continuam a propagar a fé e levar esperança aos necessitados até os dias de hoje.



Um comentário:

Alessandro Feltrin disse...

Agradeço o reconhecimento para gloria de Deus.
Ao vereador João Paulo pelo cuidado.
Zenilton Meira por propagar....