Setembro Amarelo: Instituto Mãos oferece Plantão Psicológico gratuitos

Visite nosso Instagram

quinta-feira, 9 de setembro de 2021

Prefeitura tenta coibir poluição sonora em Jequié, uma missão impossível



“Fomos às ruas com ações integradas, com os demais órgãos de segurança e de saúde, fizemos a fiscalização e prestamos orientações educativas e preventivas. O intuito é fazer valer o cumprimento do que está estabelecido na lei e nos decretos municipais. Fizemos a identificação de pontos de aglomeração e do descumprimento das medidas preventivas, para evitar a proliferação do novo Coronavírus, como a obrigatoriedade do uso de máscaras, disponibilização de álcool em gel e distanciamento mínimo. Quem quiser fazer alguma denúncia, pode procurar a Secretaria de Agricultura, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 17h, ou pelo telefone 3527-2262.”, disse o secretário de Secretaria de Agricultura, Irrigação e Meio Ambiente, José Claudemiro Passos.

Uma força-tarefa de fiscalização, composta por equipes da Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Agricultura, Irrigação e Meio Ambiente, por meio da Diretoria de Meio Ambiente, Secretaria de Serviços Públicos, Secretaria de Saúde, Secretaria de Infraestrutura, Guarda Municipal, em parceria com o 19º Batalhão de Polícia Militar, atuou de sexta a segunda-feira, dias 3, 4, 5 e 6, fiscalizando estabelecimentos comerciais do setor de bares, restaurantes e lanchonetes, assim como casas noturnas, com o objetivo de evitar aglomerações e compartilhar informações educativas acerca das leis municipais de combate à poluição sonora e a verificação do cumprimento dos decretos municipais de enfrentamento da Covid-19.

A operação visitou todos os pontos onde haviam indícios anteriores de aglomeração, como a Praça do Viveiro, no bairro São José, e, com a ação, foi feita a coibição de uso de caixa de som amplificada, assim como a liberação da via que, semanas atrás, foram ocupadas por um grande fluxo de pessoas em flagrante descumprimento dos decretos sanitários. Foram fiscalizados outros estabelecimentos nos bairros Espírito Santo, Jequiezinho, Cansanção, Curral Novo. Como saldo da operação, dois eventos foram desmobilizados, sendo um em um sítio e um outro em um espaço privado, sem autorização e ferindo os decretos. Na Praça de Esportes Valter Gomes de Santana, “Foca”, em frente ao Estádio Waldomiro Borges, no Mandacaru, foi identificado um encontro de carros rebaixados com sonorização automotiva potente e, ainda, a existência de barraqueiros irregulares. Os proprietários foram informados da proibição desse tipo de evento e os barraqueiros foram encaminhados para regularização. A força-tarefa atuou, ainda, na localidade das Queimadas, Zona Rural da cidade, em atendimento a uma denúncia de poluição sonora.

A fiscalização encontrou, também, dois estabelecimentos comerciais em desacordo com o alvará sanitário. Estes locais foram notificados e deverão ser adequados com relação às irregularidades encontradas. Para o secretário de Agricultura, Irrigação e Meio Ambiente, José Claudemiro, no geral, a operação teve saldo positivo.


Nenhum comentário: