Execução na Feirinha do Joaquim Romão soma 61 homicídios este ano, fazendo mais uma vítima da violência urbana em Jequié

Visite nosso Instagram

sábado, 30 de outubro de 2021

Bahia Mineração (Bamin) é nova empresa que está administrando a FIOL

Sérgio Márcio de Freitas Leite, diretor operacional da Bahia Ferrovias fala para os presentes


“O momento é o de dialogar com a diretoria da Bahia Ferrovias e apresentar o que podemos oferecer, entre potencialidades operacionais e condicionantes. Este é o nosso primeiro encontro, outros deverão ser agendados e a expectativa é de que, com a reativação da Fiol, uma parte significativa do Produto Interno Bruto baiano vá passar pelos trilhos da ferrovia. Queremos estar participando, de forma ativa, neste importante momento para o estado, do ponto de vista econômico, e para a nossa população, do ponto de vista da geração de emprego e renda. De acordo com soubemos, até 2026, a empresa prevê um investimento de R$ 3,3 bilhões, sendo R$ 1,6 bilhão em obras civis e R$ 1,7 bilhão em vagões e locomotivas, que deve viabilizar a movimentação de aproximadamente 20 milhões de toneladas de minério de ferro por ano e consolidar a Bahia entre os maiores produtores minerais do país.”, destacou o prefeito de Jequié, Zé Cocá.

Foi realizada na manhã desta sexta-feira, 29, uma reunião entre representantes da Prefeitura de Jequié e a diretoria da Bahia Ferrovias, que é a nova denominação do setor de ferrovias da Bahia Mineração (Bamin), a mineradora que venceu o leilão e garantiu o direito de dar continuidade às obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e, assim, operar a linha férrea entre Caetité e Ilhéus, passando por Jequié. Estiveram presentes o prefeito de Jequié, Zé Cocá; o secretário de Governo, Hassan Iossef; o secretário de Desenvolvimento Econômico, Celso Galvão; a secretária de Administração, Alexsandra Souza; o secretário de Relações Institucionais, Eliezer Pereira, o Fiim; o procurador geral, Daniel Quadros; o secretário da Fazenda, Marinaldo Cardoso; o diretor-presidente da Bahia Ferrovias, Sérgio Márcio de Freitas Leite; o diretor operacional, da Bahia Ferrovias, Gustavo Costa; a relações institucionais, Cristina Ho; e o gerente administrativo, Cosme Castor.

Neste primeiro encontro, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Celso Galvão, falou sobre as potencialidades operacionais e estratégicas do município e discorreu sobre a importância da localização geográfica de Jequié, como ponto de interligação da ferrovia com a BR-116 e com a BR-330, o que colocaria a cidade em condições adequadas para a instalação de um terminal para carga e descarga da Bahia Ferrovia, que é a nova denominação do setor de ferrovias da Bahia Mineração (Bamin).


Nenhum comentário: