Sicomércio: Novo valor do salário do comércio de Jequié. R$ 1.240 e implantação da cláusula 42

Visite nosso Instagram

sexta-feira, 7 de janeiro de 2022

Ex-secretários lamentam a mudança do Dia de Reis em Jequié

 

O presépio monocromático não trouxe a  alegria da folia de Reis no dia 06

Uma tradição foi mudada em Jequié. Os ex-secretários Benedito Sena e Alysson Andrade lamentaram  a quebra da tradição. No Brasil, o Dia de Reis, celebrado ontem (6), marca uma tradição centenária na cultura popular, que é a passagem das folias pelas ruas, reunindo grupos de cantadores e instrumentistas que entoam versos em homenagem aos três reis magos: Baltazar, Belchior e Gaspar. Eles passam de casa em casa vestindo fardas e máscaras e per formando danças e cantorias com múltiplos instrumentos de corda, sanfonas e percussão.

No calendário da fé cristã, o 6 de janeiro marca o momento que esses três reis magos foram visitar o recém-nascido Jesus Cristo, em Belém, cidade milenar localizada atualmente na Palestina. Guiados por uma estrela, segundo o relato bíblico, eles levaram ouro, mirra e incenso como presentes, simbolizando realeza, imortalidade e espiritualidade. Essa data também conclui os festejos natalinos, sendo o momento de desmontar as árvores e os enfeites de natal.


O Blog Zenilton Meira (BZM) questionou o secretário de Cultura e Turismo de Jequié Domingos Ailton sobre a mudança “O calendário de Cultura e Turismo não pode ser algo engessado. Atualização pode ser feita sempre. Mesmo porque dia 6 é o Dia da Reza de Santos Reis, o que impede a participação de muitos grupos em um encontro, por exemplo. É preciso conhecer primeiro a cultura dos Ternos de Reis, para elaborar um calendário de Cultura deve ouvir todos segmentos e não elaborar apenas dentro de gabinete”, disse.

“Domingos Ailton desde sua juventude segue as manifestações das folias de Reis em Jequié. Sempre correu atrás de patrocínios e de apoio principalmente da prefeitura de Jequié e encontrava dificuldades, agora ele sabe quais são as dificuldades”, disse Bene Sena.

“A Lei Municipal que institui o calendário de Festas Populares e Eventos orienta para que a celebração ao Dia de Reis seja realizada no dia 6/1, na Pç. Rui Barbosa, e não no dia 7, como está divulgando a Secretaria de Cultura”, pontuou Alysson Andrade.

 

4 comentários:

Unknown disse...

Hoje tenho saudades dos Secretários Macio Maia e Sergio Melhen estes sim sabia falar à língua do povo.

Unknown disse...

O encontro na praça também é a reza de Santos Reis! Não existe criar este calendário mudando a data para dia 7. Estive presente na praça dia 6 levei minha mãe e não teve nada. Nem a divulgação da mudança de datas existe, só se pronunciou porquê foi questionado! Infelizmente Jequié está a desejar em tudo!

Wilson disse...

Cultura São registros, hábitos coletivos, práticas religiosas ou não, recorrentes de uma comunidade, um povo, uma nação e não apenas instrumento de marketing para auto promoção, como pensam alguns.

Unknown disse...

Nada à comentar