Programa "Morar Melhor" inicia reforma de mais uma casa na Rua Nestor José dos Santos em Jitaúna

Publicidade

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2022

Fevereiro Roxo e Laranja: atendimento domiciliar proporciona mais conforto para pacientes

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estimou para o ano de 2022 mais de 10 mil novos casos de Leucemia no Brasil. Já no caso do Alzheimer, estima-se que, no Brasil, cerca de 1,2 milhões de pessoas tenham a doença. Neste mês, a campanha Fevereiro Roxo e Laranja ressalta a importância da conscientização sobre os sintomas e tratamentos dessas enfermidades, que impactam diretamente a qualidade de vida dos pacientes.


 
Ambas podem comprometer a integridade física, de modo a impedir ou dificultar a locomoção dos pacientes, inclusive para se dirigir às unidades de saúde. Nesse sentido, o atendimento domiciliar é um aliado para o tratamento, pois oferece mais conforto para o paciente e comodidade para a família, como explica Tarcyo Bonfim, médico e diretor assistencial da Assiste Vida.

De acordo com ele, o principal diferencial no serviço de Home Care é a humanização do cuidado. “O paciente é cuidado no seu lar, junto com seus familiares, no seu ambiente e isso promove um acolhimento diferenciado. Normalmente o ambiente doméstico é mais tranquilo do que um hospital, o paciente vai se alimentar melhor, vai ter um padrão de sono melhor. Tudo isso são coisas que favorecem uma boa recuperação”, afirma.

Além disso, o paciente pode contar com todo o apoio de uma equipe especializada. Na internação domiciliar há vantagens como a redução dos riscos de infecção hospitalar e promove a desospitalização, processo vantajoso para todos os envolvidos com o cuidado. “Para o plano de saúde, a internação domiciliar tem um custo menor. Para o hospital, favorece a liberação de leitos, desocupando o sistema de saúde. Já para a família há redução de custos com locomoção e alimentação, sem contar na comodidade de cuidar do paciente em casa”, exemplifica o médico.

Cuidados paliativos

De acordo com Tarcyo, para pacientes mais debilitados, o foco principal do atendimento é dar conforto e aliviar o sofrimento. “A depender da necessidade o paciente é acompanhado por um técnico de enfermagem, além de receber toda a assistência de uma equipe multidisciplinar composta por médicos, fisioterapeutas, nutricionistas, psicólogos e outros profissionais da saúde”, conta.

Em todas as sedes da Assiste Vida há uma equipe de saúde de sobreaviso e uma ambulância disponível 24h. Em caso de emergência, o paciente ou familiar pode acionar a central, então a equipe fará uma triagem por telefone e se deslocará até o local do atendimento.

Alzheimer – Fevereiro Roxo

O Alzheimer é uma doença que afeta a memória, o pensamento e o comportamento. Os sintomas tendem a piorar com o passar do tempo e o aumento dos dados ao cérebro. A perda da memória é o principal sintoma, mas existem outros sinais que podem ser observados. Embora não haja uma cura, atualmente existem tratamentos que impedem o progresso da doença.

Leucemia – Fevereiro Laranja

A leucemia é uma doença maligna dos glóbulos brancos e tem como principal característica a substituição de células sanguíneas normais por células cancerosas. Alguns sinais que chamam a atenção são os causados pela anemia, como fadiga, falta de ar, palpitação, entre outros; a diminuição da imunidade, sangramentos e manchas ou pontos roxos na pele. Nas leucemias agudas, o processo de tratamento envolve quimioterapia e, em alguns casos, o transplante de medula óssea.

Sobre a Assiste Vida

Atuante desde 2008, na Bahia, a Assiste Vida possui uma equipe multidisciplinar formada por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas, assistentes sociais, psicólogos e técnicos de enfermagem. A Assiste Vida oferece os serviços de internação domiciliar, assistência domiciliar e cuidados continuados, sempre focada no tratamento humanizado dos pacientes. O trabalho é desenvolvido de forma conjunta para oferecer qualidade, segurança e inovação nos serviços extra-hospitalares.


Nenhum comentário: