Radares e Câmeras no trânsito de Jequié estão ativados desde o dia 8 maio de 2022

Publicidade

quarta-feira, 30 de março de 2022

Carregado nos braços do povo, Patrick Lopes renuncia como prefeito de Jitaúna, para ser Deputado Estadual

 


Patrick e Marcelo chegaram à Câmara nos braços do povo. (Foto: Guto Cruz/Jitaúna Em Dia

O prefeito de Jitaúna,  Patrick Lopes (Avante), renunciou ao cargo nesta manhã de quarta-feira (30), em sessão solene realizada na câmara de vereadores. Patrick que estava no seu segundo mandato onde obteve 66,33% dos votos válidos nas eleições 2020, renunciou ao cargo para concorrer as eleições como deputado estadual nas eleições deste ano. Centenas de pessoas lotaram o plenário da Câmara de Vereadores, um telão foi colocado na área externa para acompanhamento da sessão. 

Patrick que chegou carregado nos braços do povo agora segue os passos do seu novo líder, o governador Rui Costa (PT), que abraçou mesmo de vez a candidatura de Lopes, que também estará apoiando o seu secretario de educação Jerônimo Rodrigues. Patrick para garantir a disputa na AL-BA trocou o PP pelo Avante e colocou seu nome à disposição para candidatura nas eleições 2022. A manhã foi bastante agitada, foi momento também para antecipar a eleição para escolha da nova mesa-diretora, reelegendo o vereador Neres Costa (PP), presidente, com 7 sete votos, 1 abstenção e 1 ausência.

O ex-gestor de Jitaúna afirmou em seu discurso de despedida que enfrentará um novo desafio em sua vida e que encarar esse novo projeto irá garantir uma boa representatividade para região, "seguirei firme buscando sempre o melhor para nossa cidade e região, deixo a prefeitura com a cabeça erguida e com a certeza terei a confiança de que Marcelo continuará dando sequência  ao nosso bom mandato". disse.

Marcelo Pecorelli (PP), que chegou nos braços do povo assumiu ao cargo de prefeito e assume os destinos do município pelos próximos 1 ano e 9 meses. "Não terei dúvidas de que seguiremos seus passos, conselhos e faremos o melhor para o nosso povo, agradeço a cada secretario, amigos e apoiadores do nosso mandato". concluiu. (Jitaúna Em Dia)

2 comentários:

Unknown disse...

Pago ou por iniciativa própria carregar um político nos ombros é como botar cangalha . A diferença para o Anibal que aceita cangalha está no QI

Unknown disse...

Esse trm o meu voto