Radares e Câmeras no trânsito de Jequié estão ativados desde o dia 8 maio de 2022

Publicidade

segunda-feira, 14 de março de 2022

Como fica o prefeito Zé Cocá com o racha entre João Leão e o governador?


O Partido dos Trabalhadores (PT), deixou João Leão escapa. O sonho de governar a Bahia por nove meses não foi realizado pelo chefe do Partido Progressista (PP). Jequié com está debandada de apoio, também terá novos rumos. O prefeito Zé Cocá tem grandes afinidades com João Leão e vai acompanhar o líder. Segundo especialistas caso isso aconteça serão nove meses de vacas magras. Mas dependendo do resultado das eleições o cenário pode mudar, caso dê ACM Neto nas urnas. Vamos aguardar!

“A nossa maior aliança foi construída em bases sólidas com o povo da Bahia”. O comentário é do governador Rui Costa ao confirmar a saída do vice-governador João Leão da base governista e do seu pedido de exoneração do cargo de secretário de Planejamento. Rui ressaltou seu agradecimento a Leão, mas deixou claro que foi uma decisão do vice-governador seguir um caminho diferente. 

Sob o ponto de vista administrativo, nada muda: “Nosso ritmo de correria, de cuidar de gente e trabalhar pelas pessoas que mais precisam vai continuar até o último dia do meu governo”. Sob o ponto de vista político, o governador foi enfático: “Nós já temos candidatos a governador e a senador. Nossa chapa está sendo formada e ficando bastante forte para chegarmos a mais uma vitória, pois são nomes que verdadeiramente representam um projeto liderado pelo presidente Lula. E o nosso grupo está ao lado do povo que deseja Lula para reconstruir o Brasil”, concluiu.

PP decidiu buscar novos caminhos', diz Leão após reunião da Comissão Executiva do partido. O vice-governador João Leão anunciou oficialmente que o Progressistas da Bahia está fora da base aliada do Governo do Estado, no final da tarde desta segunda-feira (14), após reunião da Comissão Executiva da sigla, na sede do PP baiano, edifício Wall Street, em Salvador. Em nota pública, a Comissão Executiva do PP baiano narrou a contribuição que o partido deu nas últimas gestões estaduais e explicou os motivos da decisão.

"Quero ressaltar que nos 14 anos de aliança com os governos do PT, jamais faltou da nossa parte lealdade, dedicação, apoio parlamentar e espírito público. Após amplo debate e consultas às lideranças progressistas, decidimos, por unanimidade, se afastar da aliança atual e buscar outros caminhos onde possamos continuar trabalhando pelo povo baiano", disse Leão.

Antes da reunião, o vice-governador esteve no gabinete do governador Rui Costa e entregou sua carta com pedido de exoneração do cargo de secretário do Planejamento. Na sequência, foi a vez dos secretários de Desenvolvimento Econômico, Nelson Leal, e de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Leonardo Góes, também entregarem os cargos.

Assinaram a nota o vice-governador João Leão, presidente do partido, Jabes Ribeiro, secretário Geral, os deputados federais Cláudio Cajado, Cacá Leão, Ronaldo Carletto e Mário Negromonte Junior, e os deputados estaduais Nelson Leal, Eduardo Salles, Antônio Henrique Jr, Robinho, Luiz Augusto, Niltinho, Aderbal Caldas e Dal.







Nenhum comentário: