Joaquim Caíres quer marcação e agendamentos de exames e consultas por meio digital na rede de saúde

Publicidade

sexta-feira, 13 de maio de 2022

Sem saída a problemática do transporte público em Jequié: Situação como esta não se resolve da noite para o dia, diz governo municipal





A partir da necessidade de discutir a situação do transporte coletivo, a Câmara Municipal de Jequié promoveu, neste 12 de maio de 2022, Audiência Pública, proposta pelo vereador Ivan do Leite, em que proporcionou uma abordagem ampliada com a participação de diversos segmentos organizados - órgãos públicos, associações, Defensoria Pública, Prefeitura, além da empresa de ônibus Expresso Rio de Contas. Pessoas de vários pontos da cidade também participaram, tendo oportunidade de expressar seus pensamentos, com ênfase na cobrança pela melhoria da qualidade dos serviços que deixa a desejar faz tempo.

De igual modo, os vereadores que se pronunciaram defenderam soluções práticas para o problema, argumentando que a oferta de serviços públicos como o transporte de passageiros deve levar em consideração as demandas da população, em especial dos moradores que residem nas localidades mais distantes do Centro e que tanto tem cobrado um transporte condizente com a realidade de uma cidade que cresce e se desenvolve.

O presidente da Câmara, Emanuel Campos (Tinho), falando em nome dos demais colegas, colocou o legislativo à disposição para intermediar o canal de diálogo entre as partes envolvidas no sentido de encontrar saídas imediatas conforme a situação requer, mas também encontrar saídas duradouras.

O gerente da Expresso Rio de Contas, Jaridison Santana, explanou que o sistema de transporte vem atravessando um momento delicado faz bastante tempo, tendo enumerado inúmeros entraves. Afirmou que, apesar dos diversos alertas para a situação, que se agravou consideravelmente nos últimos anos, pouco foi feito em socorro do sistema municipal de transporte.

Também reclamou dos valores tarifários. Disse que, mesmo nas cidades onde é cobrada uma tarifa justa, o sistema não é eficiente. No caso de Jequié, em particular, a questão é ainda mais complicada, segundo enfatizou, em virtude da defasagem da tarifa (custa R$3,00) e que a qualidade dos serviços passa necessariamente pela sua atualização. Outro ponto colocado diz respeito a gratuidade, cujo índice é considerado muito elevado o que reflete nas finanças da empresa, sem falar na queda no número de usuários e dos constantes aumentos nos preços do diesel e outros produtos.

Representantes do transporte coletivo através de vans e membros da comunidade criticaram a falta de agilidade na solução dos problemas e solicitaram abertura para a colaboração dos proprietários de vans na melhoria da qualidade do sistema de transporte que, para eles, não atende as reais necessidades dos usuários, acrescentando que algumas localidades estão totalmente desassistidas e cobraram ainda o retorno de linhas aos domingos, pois não tem cabimento bairros inteiros ficarem sem atendimento.

O secretário de Governo, Wagner Amparo, falou do comprometimento da atual gestão do prefeito Zé Cocá, que cumpre agenda em Salvador, no sentido de assegurar a melhoria da qualidade dos serviços públicos em geral e que o sistema de transporte é uma das principais preocupações e com responsabilidade caminhos serão encontrados e avanços importantes deverão ocorrer com o tempo, pois situação como esta não se resolve da noite para o dia.

Membros da comunidade deixaram claro que a população vem sofrendo muito e que a solução para os problemas deve ser encontrada o mais rápido possível por não ter cabimento uma cidade do tamanho da nossa conviver com problemas crônicos, num total desapreço à população.

Para o vereador Ivan do Leite, a Câmara cumpriu bem seu papel na promoção de importantes discussões como esta do sistema de transporte e cobrou maior empenho de todos os envolvidos em busca de alternativas viáveis e duradouras.

Nenhum comentário: