Programa "Morar Melhor" inicia reforma de mais uma casa na Rua Nestor José dos Santos em Jitaúna

Publicidade

terça-feira, 16 de agosto de 2022

Bahia Pesca S/A produz mais de 1,7 milhões de peixes em Jequié

Bahia Pesca S/A produz mais de 1,7 milhões de peixes em Jequié

“Estamos seguindo um ritmo que busca a melhoria dos processos produtivos. Até julho, atingimos a marca de 1,7 milhão de alevinos produzidos, o que é uma boa média diante da realidade que encontramos. Logo depois, tivemos o início das chuvas, período mais frio e que não é propício para a reprodução da tilápia, que é a espécie de peixe carro-chefe da produção na Estação. Colocamos as matrizes em repouso para que elas se fortaleçam e voltem a reproduzir bem, no verão. Enquanto isso, fizemos diversas melhorias no local, limpamos as áreas do entorno dos viveiros, hoje já é possível fazer um diagnóstico mais preciso da unidade, que ocupa 15 hectares de área física e estamos nos preparando para diversificar a nossa produção, com outras espécies de peixes.”, destacou engenheiro de pesca, Felipe Vieira, coordenador técnico da Estação de Psicultura. 

Conforme informações, após início da gestão compartilhada da Prefeitura de Jequié, através da Secretaria de Agricultura, Irrigação e Meio Ambiente, a Estação de Piscicultura, localizada na estrada da Barragem da Pedra, intensificou sua produção e distribuição de alevinos, com a doação de milhares de peixes para pequenos produtores dos municípios de Ubatã, Apuarema, Ilhéus, Belo Campo, Aiquara, Ibirataia, Dario Meira, além de Jequié. O equipamento pertence a Bahia Pesca S/A, empresa vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura do Estado da Bahia (SEAGRI), e está sendo gerido pela administração municipal desde dezembro de 2021. De lá para cá já foram produzidos mais de 1,7 milhão de peixes, fortalecendo a cadeia da aquicultura na região.

O resultado foi possível graças a mudanças operacionais, promovidas nos processos de criação e manejo das espécies, o que ocasionou substancial melhora e ampliação da produção de alevinos, atingindo a marca de mais de um milhão e setecentos mil alevinos de tilápia produzidos, até julho deste ano. O sucesso se deveu, principalmente, à implementação de novas estratégias técnicas somadas ao cuidado na manutenção com os viveiros, dos 50 existentes, 35 já foram reativados, após passarem por reestruturação, limpeza e desinfecção para eliminação de possíveis bactérias que prejudicam a fertilização dos espécimes.

De acordo com Felipe Vieira, engenheiro de pesca e coordenador técnico da Estação de Psicultura, a retomada dos processos de peixamento no local teve ênfase a partir do final do segundo semestre do ano passado e o primeiro semestre deste ano, por causa do aumento da temperatura e deverá voltar a se intensificar a partir de setembro.

Nenhum comentário: