Programa "Morar Melhor" inicia reforma de mais uma casa na Rua Nestor José dos Santos em Jitaúna

Publicidade

quinta-feira, 18 de agosto de 2022

“Esperamos que a justiça seja feita. Esse crime não pode ficar impune”, diz familiares de Bob Lula.

“Esperamos que a justiça seja feita. Esse crime não pode ficar impune”, diz familiares de Bob Lula.

Segundo informações, no próximo dia 25 de agosto de 2022 será realizado o julgamento dos acusados pelo crime brutal que vitimou o mototaxista Luiz Carlos Brito Bomfim, conhecido como “Bob Lula”, processo que se prolongou há 8 anos e que após diversos recursos, restou determinado a o julgamento pelo Tribunal do Júri que ocorrerá no Fórum Bertino Passos, em Jequié.

“Bob Lula” é filho do saudoso Miguel Neves Bomfim, dono da antiga Relojoaria Bomfim, que hoje é a conhecida Ótica Bomfim e da Sra. Maria da Glória Brito Valverde.

Segundo os familiares, “Bob Lula” foi brutalmente assassinado aos 47 anos em plena luz do dia, nas proximidades da Manga de Elza, após ser enganado e sofrer uma emboscada, sendo morto por arma branca, o que após as investigações (segundo os autos do inquérito policial e da instrução processual) chegou se à conclusão de que tal crime se deu após vingança, já que no passado, Bob Lula defendeu um vendedor que estaria sendo agredido por um dos acusados.

“Esperamos que a justiça seja feita. Esse crime não pode ficar impune”, acreditam, esperançosos os familiares de Bob Lula. Ele trabalhava no ponto de moto-táxi ao lado do Cine Auditorium, no centro comercial de Jequié.

Nenhum comentário: