Programa "Morar Melhor" inicia reforma de mais uma casa na Rua Nestor José dos Santos em Jitaúna

Publicidade

quinta-feira, 11 de agosto de 2022

Panfletagem do vereador Walmiral Marinho na Caixa Econômica Federal ganha repercussão


O embrolho da Lei do 20 minutos em Jequié.  Na última terça-feira na agencia da Caixa Econômica Federal de Jequié, que desde antes da pandemia não era respeitado a Lei dos 20 minutos, teve um novo capitulo com o vereador de Jequié Walmiral Marinho discutindo com um vigilante. As cenas ganharam repercussão nas páginas do BZM Intagram saiba mais sobre esta discussão e de sua opinião. Leia o que o bancário e sindicalista Celso Argolo comentou.

Por que os agentes públicos não atacam o x da questão? Reconhecemos que o povo sofre, é fato. A situação da Caixa é diferente de outros bancos. Na Caixa são concentrados todos os auxílios, além do fgts, pis, seguro desemprego, habitação, financiamento estudantil, além dos mesmos demais serviços que os concorrentes (outros bancos) fazem, e teve muitos funcionários desligados, aposentados sem a reposição (contratações) na mesma proporção. Por que esse político que vai as agencias fazer barulho para se promoverem não aciona seus deputados, que fazem parte do centrão, base de apoio do governo federal, para pressionar o presidente a contratar mais funcionários, muitos concursados estão esperando para serem chamados?. O atual quadro de funcionários das agências não tem a mínima condição física e material para atender o público que hoje recorrem a Caixa. O Governo poderia distribuir estes serviços com outros bancos. Contudo, com interesse na privatização, faz de tudo para desgastar a imagem da Caixa. E assim não contrata funcionários, precarizando os serviços, fazendo com que a sociedade defenda a privatização do banco. É tudo de caso pensado. Esperamos que o edil desenvolva seu trabalho com responsabilidade, para isso deveria ouvir o Sindicato e quem não sabe fazer uma ação conjunta. Queremos serviço de qualidade para a sociedade, nas para isso o governo que oferecer as condições. Os bancários estão adoecendo. Isso precisa ser dito e visto pelo edil também.

O Sindicato dos Bancários de Jequié também se manifestou 

Reflexo de uma Política desastrosa de sucateamento das empresas públicas. De Falta de Reposição dos Funcionários que foram obrigados a se aposentarem por não aguentavam mais a pressão e assédio . Fato que culminou com demissão do seu Ex Presidente . Lamentável a Postura do "Funcionário do Povo" intimidando o vigilante e Também Cidadão Jequeieense que está meramente no cumprimento do seu trabalho. Atribuindo Falhas do Governo Federal ao Vigilante, Bancários e Bancárias . Devemos separar Banqueiros de Bancários. "Funcionários" e o "Povo". Que se Cumpra a Lei! Mais a Cesar que é de Cesar!

2 comentários:

Benedito Freire Sena disse...

O dedo em riste em forma de arminha , tal o Bolsonaro , apontando para o funcionário , o cabelo cortado militarmente , o ouro no pulso , o discurso autoritário em público , é de uma simbologia gritante .Esse homem é o Presidente da Comissão de Legislação Justiça e Redação da Câmara de Vereadores . Passou adiante o Projeto de Lei que autorizou a desafetacáo do Prédio que alberga a Biblioteca Central . Tá explicado

Benedito Freire Sena disse...

Fiz o comentário porque lembrei de uma frase de Bertrand Russel : ( Dos infinitos desejo do homem os principais são o poder e a glória ) Por favor , entendam , longe de mim ofensas a autoridades , principalmente nos tempos de hoje .