Programa "Morar Melhor" inicia reforma de mais uma casa na Rua Nestor José dos Santos em Jitaúna

Publicidade

sexta-feira, 12 de agosto de 2022

Proteção a fauna silvestre é tema de palestra no Povoado das Queimadas


 Uma palestra sobre a importância da Fauna Silvestre para a Biodiversidade, Meio Ambiente e Planeta Terra foi realizada dia 10 de agosto às 19H no Povoado das Queimadas, área rural de Jequié, sob a organização da Associação de Sitiantes do Povoado de Queimadas - A.S.P.Q. com apoio do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos - INEMA.

A Conservação e Proteção da Fauna Silvestre para a Biodiversidade, foi tema das  ministrações feitas por técnicos do INEMA de Jequié e Salvador, abordando reflexão e conscientização para o cuidado com os animais e todo ecossistema .

Biólogas do INEMA fizeram uma exposição de animais empalhados (por taxidermia), como onça, jabuti, tatu, papagaio, jacaré do papo amarelo, teiú, ouriço preto, dentre outros. Eles fazem parte do acervo do Parque Zoobotânico Getúlio Vargas, Zoológico de Salvador

A bióloga Samanta Grimaldi , afirmou que na cadeia alimentar, devido ao sumiço de um determinado predador na região vai ter o aumento de outro animais e com isso outros também podem sumir. Ela deixou claro que alguns animais são disseminadores de algumas árvores e ou plantas e se eles desaparecem esses deixam de disseminar e com isso acontece o desequilíbrio na flora. "Ao tirar um animal do ecossistema todo ciclo da vida ambiental é afetado", alertou.  Foi pontuada a importância da conservação da flora e fauna silvestre na região das Queimadas. "Na Bahia, a biodiversidade é rica em animais silvestres na mata atlântica, cerrado e caatinga", afirmou.

A bióloga Rosane Barreto falou sobre a importância de contribuir com a conservação da fauna para que o meio ambiente permaneça por muito mais tempo. Ela citou que a partir de 2008 a lei ambiental concede isenção de punição na entrega voluntária de animais aos órgãos competentes. Ela orientou que as pessoas evitem tirar os animais do seu habitat, evitem o aprisionamento e a caça, e que os animais que foram um dia presos não devem ser soltos de qualquer forma, eles dever ser entregues à setores responsáveis para que sejam libertos corretamente.

O observador de aves, Sidiney Vitorino, foi convidado para falar sobre sua experiência como ex-criador de pássaros, quando se apaixonou por passarinhar a convite do amigo César Melo, e hoje como defensor da fauna através da observação, fotografa animais com o objetivo de mostrar sua importância para o ecossistema. "Temos que ter a consciência de preservar, não desmatar e proteger os animais", disse. Ele apresentou fotos e informações do pássaro gravatazeiro ou papa-formiga-de-gravatá que é uma ave endêmica existente apenas na região de Jequié até Boa Nova e que precisa ter seu habitat preservado.

O evento contou com a presença de moradores do povoado, sitiantes, estudantes e associados, disse a Relações Públicas da ASPQ Paula Melo.

Nenhum comentário: