Programa "Morar Melhor" inicia reforma de mais uma casa na Rua Nestor José dos Santos em Jitaúna

Publicidade

sexta-feira, 16 de setembro de 2022

Acelen e Fundação do BB fecham parceria de cerca de R$ 4,4 milhões para transformação social

Na foto, Fabrizio Pellicelli, presidente da AVSI Brasil (de óculos), Elis Zilli, presidente da Fundação Banco do Brasil e João Raful, Vice-Presidente de Recursos Humanos da Acelen.

Parte dos recursos será destinada à formação profissional de 200 jovens em situação de vulnerabilidade social, preparando-os para o mercado de trabalho


Há pouco mais de nove meses à frente da Refinaria de Mataripe (BA), a Acelen tem voltado suas atenções para o social. O passo mais recente nessa direção foi a parceria firmada com a Fundação Banco do Brasil, num investimento conjunto de cerca de R$ 4,4 milhões para iniciativas em prol do desenvolvimento socioeconômico da região. Os recursos serão destinados à formação profissional de cerca de 200 jovens em situação de vulnerabilidade social, preparando-os para o início de uma jornada no mercado de trabalho, e capacitação de organizações da sociedade civil do entorno da refinaria, para que participem de editais de seleção de projetos sociais que contribuam para o desenvolvimento socioeconômico da região.

As ações da Acelen voltadas à responsabilidade social são uma resposta à matriz de materialidade social, que definiu as principais necessidades/oportunidades da região e as frentes de atuação para apoiar o desenvolvimento local, com foco numa visão de futuro. A matriz foi construída a partir de estudo realizado desde o início do ano pela AVSI Brasil, uma organização sem fins lucrativos e que atua na melhoria das condições de vida de pessoas em situações de vulnerabilidade social. Foram entrevistadas lideranças comunitárias, órgãos de interesse e realizadas reuniões dos Conselhos Consultivos Comunitários, criados pela Acelen em conjunto com a população local. Nesses encontros, foram apontadas questões históricas da região, como a dificuldade das organizações em captar recursos por meio de editais e a falta de preparação dos jovens para o início da vida laboral.

A ação conjunta com a Fundação BB se une a uma série de outras iniciativas de responsabilidade social implementadas pela Acelen. Uma delas consistiu em oferecer mais saúde e higiene a 32 escolas dos municípios de São Francisco do Conde, Candeias e Madre de Deus, beneficiando mais de 6 mil pessoas da comunidade escolar.

“Desde que assumimos a gestão da refinaria, selamos um compromisso importante com a sociedade, agindo com total transparência para trazer as demandas para discussão e buscar as melhores soluções. Estamos fortemente comprometidos com o desenvolvimento socioeconômico da região onde atuamos, e parcerias como essas são fundamentais neste processo. Assim, fortalecemos as ações que vão ampliar o horizonte de oportunidades e impactar positivamente a região”, afirmou o Vice-Presidente de Recursos Humanos da Acelen, João Raful.

Elis Zilli, presidente da Fundação Banco do Brasil, destaca a importância da parceria para a transformação social da região: “Juntas, Fundação BB, Acelen e AVSI Brasil, contribuirão com o futuro desses jovens, oferecendo a oportunidade de desenvolverem integralmente suas competências pessoais e profissionais para inserção no mundo do trabalho. Além disso, organizações sociais da região serão fortalecidas e capacitadas para que ampliem sua atuação e promovam a sustentabilidade de suas ações. São parcerias que conectam o negócio à responsabilidade socioambiental com o propósito de valorizar vidas para transformar realidades”.

Capacitação de jovens para o mercado de trabalho


Batizado de Jornada Jovem Acelen, o programa de capacitação profissional visa dar oportunidade a jovens em situação de vulnerabilidade social, fornecendo as ferramentas necessárias para que iniciem uma jornada no mercado de trabalho. Serão atendidos cerca de 200 jovens, de 15 a 29 anos, do entorno da Refinaria de Mataripe.

Os jovens terão acesso a atividades/matérias para conhecimento/vivência básica do mercado de trabalho, independentemente do segmento de atuação. O programa terá duração de 18 meses e será dividido em três módulos: Formação para a Vida, Mundo do Trabalho e Tecnologia e Inovação.

Todos os jovens receberão bolsa-auxílio durante a etapa de formação. Após a conclusão desse primeiro ciclo de capacitação, haverá monitoramento de oportunidades e acompanhamento dos jovens por até seis meses, para apoiá-los na jornada em busca de uma colocação no mercado de trabalho.

Este seria o ponto de partida de uma jornada profissional maior, para que, na sequência, eles tenham condições de participar de processos seletivos como jovens aprendizes da companhia e/ou formação como técnico de refino. “Nossa expectativa é que esses jovens sigam uma trilha de preparação para que, num futuro próximo, sejam novos profissionais de refino. Estamos deixando um legado para a população e a capacitação profissional é um elemento fundamental para o desenvolvimento da região”, completou Raful.

Participação em edital de seleção de projetos sociais


Inicialmente, o projeto, que recebeu o nome de “Acelera OSCs”, irá apoiar 30 Organizações da Sociedade Civil (OSC) com formações e mentorias que auxiliem no processo de legalização e formalização das instituições, além de capacitação para elaboração e implementação de projetos em São Francisco do Conde, Candeias e Madre de Deus, municípios do entorno da refinaria. Após essa etapa inicial, será elaborado um edital de convocação, que prevê a seleção de 10 projetos sociais, com foco em proporcionar impactos positivos do ponto de vista social, econômico, cultural e ambiental.

As entidades selecionadas contarão com assistência técnica para a elaboração das propostas, além de monitoramento durante a fase de implementação dos projetos e análise de prestação de contas. O ciclo entre as etapas de escolha e implementação dos projetos terá duração de 24 meses.

Todas as fases do programa serão executadas pela AVSI Brasil. Nos últimos dois anos, a associação atuou em cerca de 30 projetos, que beneficiaram mais de 450 mil pessoas em todo o Brasil.

Nenhum comentário: