Programa "Morar Melhor" inicia reforma de mais uma casa na Rua Nestor José dos Santos em Jitaúna

Publicidade

quinta-feira, 8 de setembro de 2022

Desfile dos 200 anos da Independência do Brasil marcado por protestos em Jequié


Funcionários da Prefeitura de Jequié agentes de Saúde e Endemias protestaram na Avenida Rio Branco, junto com enfermeiros durante o desfile cívico em comemoração aos 200 anos de Independência do Brasil.

Nesta quarta-feira, 7 de setembro, a Prefeitura de Jequié realizou o desfile comemorativo ao Bicentenário da Independência do Brasil. Segundo conta a história nacional, neste mesmo dia, há 200 anos, D. Pedro I proclamou o grito da independência, às margens do Rio Ipiranga em São Paulo, rompendo nossa relação com o reino de Portugal.





A programação ocupou a Avenida Rio Branco, atraindo um grande público e contou com a participação de entidades, associações e das forças de segurança, como o 19° Batalhão de Polícia Militar, 8° Grupamento do Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Guarda Municipal, Superintendência Municipal de Trânsito (SUMTRAN), que apresentaram diversos equipamentos que fazem parte das operações táticas de segurança e resgate.

"Cocá, Cocá, pague o piso já", este foi o protesto dos Agentes em frente ao palanque onde estava o prefeito e autoridades de segurança pública e de entidades civil. O prefeito Zé Cocá sinalizou para que os manifestantes passasse rápido, o mestre do cerimonial chegou a falar que os agentes estavam atrapalhando o evento.  Os Agentes lutam pela Emenda Constitucional 120, que pode ajustar os salários em dois salários mínimos.

O Grito dos excluídos também esteve presente no desfile de 200 anos de Independência do Brasil em Jequié. 


Um comentário:

Benedito Freire Sena disse...

Ainda bem que o Zé não falou que era imbrochável ou imbroxavel como o presidente dele e do seu candidato a governador deputados , que o ajudaram via orçamento secreto encher as ruas de material para as águas de março dissolver .Só faltava isso para concluir o desfile . Não passamos essa vergonha . Ainda bem . Quanto aos protestos mais do que justos sempre aconteceram e acontecerão se continuarmos livres das amarras de ditadores tipo Bolsonaros , Médices , Castelos , etc . ,