Programa "Morar Melhor" inicia reforma de mais uma casa na Rua Nestor José dos Santos em Jitaúna

Publicidade

quarta-feira, 21 de setembro de 2022

'‘Foi um dos momentos que mais senti orgulho do meu mandato'’; A 11 dias das eleições Cacá Leão lembra luta contra Covid-19

C´cá Leão

A 11 dias das eleições, o candidato ao Senado, Cacá Leão (PP), lembrou nesta quarta-feira (21) que na pandemia foi o período no qual mais se orgulhou do trabalho enquanto deputado federal. Segundo o aliado de ACM Neto, apesar do clima de incerteza e medo que cercava o país, não mediu esforços para trazer recursos para a Bahia e ajudar o povo a passar por aquele momento difícil. Ele falou ainda que, apesar da resistência do governo federal, foi no início de 2020 que a Câmara conseguiu aprovar o auxílio emergencial de R$ 600 para as famílias de baixa renda em situação de vulnerabilidade.

“Quando a pandemia chegou, foi um susto muito grande. Eu sabia que eu não podia parar, tanto que eu não parei um dia sequer de trabalhar, sabíamos da importância de fazer com que os recursos chegassem na ponta para salvar a vida das pessoas. Lembro da importância que foi a aprovação do auxílio emergencial. O governo num primeiro momento era contra, então foi um desafio tornar aquilo realidade”, disse Cacá.

E continuou: “Houve uma luta muito grande para que o sistema de saúde brasileiro conseguisse se equipar para dar conta e, ao mesmo tempo, dentro da gente havia o medo de pegar a doença, mas isso não fez com que eu me acuasse. Foi um dos momentos em que eu senti orgulho do que eu estava fazendo e da forma como eu estava exercendo o meu mandato de deputado”.

Nesta quarta-feira, Cacá, ACM Neto e Ana Coelho iniciam mais uma maratona com compromissos de campanha em mais 20 cidades do interior da Bahia até domingo (25).

Um comentário:

Benedito Freire Sena disse...

O ex - líder progressista recebeu 296 ônibus escolares . Teve uma bolada na mão do Centrão para segurar a onda do Bolsonaro . Dinheiro da saúde , da merenda , da educação , enfim essa onda de bonzinho só cola com eleitores não leitores