Joaquim Caíres quer marcação e agendamentos de exames e consultas por meio digital na rede de saúde

Publicidade

terça-feira, 20 de setembro de 2022

Vereador cria Projeto de Lei que fica proibido a circulação de cães sem equipamentos de segurança em Jequié

 Vereador cria Projeto de Lei que fica proibido a circulação de cães sem equipamentos de segurança em Jequié


De autoria do vereador Walmiral Marinho o Projeto de Lei 73/2022 visa proibir donos de cachorros de grande e médio porte circularem nas ruas de Jequié sem os equipamentos de segurança a exemplo de corrente, estrangulador e focinheira. A Lei surgiu depois que o garotinho Guilerme Sena de apenas dois anos foi atacado e morto por uma cachorro da raça Pit Bull, no quintal de sua residencia no bairro Itaigara periferia de Jequié.

Conforme o vereador, hoje 20 de setembro de 2022, na Câmara de Vereadores houve a primeira votação que passou por unanimidade, amanhã será a votação final e o Projeto de Lei será sancionado pelo prefeito Zenildo Brandão.

O edil lembra que a nova Lei Municipal quando entrar em vigor, o tutor que não obedecer será multado em R$ 3 mil. Na justificativa, Walmiral salienta que a intensão do projeto não é de fazer uma campanha contra a criação dos referidos cães, mas somente evitar acidentes, visando a segurança de pessoas que circulam nas vias públicas de Jequié.

A discussão é ampla, a sociedade tem reclamado de animais de grande e porte médio que circulam no alto da Prefeitura de Jequié, onde já ouve incidente com animais e pessoas.

Certamente com a exigência da Lei, muitos criadores irão buscar a criação de cães de por pequeno, principalmente pela labuta de colocar os equipamentos de segurança.

Os vereadores aprovaram por unanimidade uma Moção de Pesar pela morte prematura do pequeno Guilerme dos Santos Sena que foi vítima fatal do ataque de um Pit Bull no interior de sua casa.

3 comentários:

Benedito Freire Sena disse...

Penso que a questão não está só no uso de equipamentos durante a circulação como os criadores , os donos desses animais devem registrar no órgão competente a existência em residência , sítios , etc de determinadas raças com caracteristicas e porte de cães ipo Pitbull . Quando fogem quem é responsável pelos danos que causam não só em humanos ?

Benedito Freire Sena disse...

Guardadas as devidas proporções gostaria de ressaltar que esse ilustre edil não só votou como permitiu que o projeto da desafetacáo após o plano de tornar inservível o prédio da Biblioteca passasse e fosse aprovado permitindo um dos maiores crimes perpetrado contra a educação e a cultura do nosso município . Uma coisa não apaga outra .

Benedito Freire Sena disse...

Gatos e cães enchem as ruas o Centro de Abastecimento os bairros e não tem um olhar das autoridades . Aqui nas Algarobas são muitos . Também tem a meninada , adolescentes sem atividades esportivas e culturais necessitando de um olhar cuidadoso das autoridades . Quero lembrar si Edil que existe um projeto chamado PROARTE que é lei municipal capaz de amparar essa turma . Que tal V.Excelencia sugerir um projeto de lei para que os recursos da venda do Prédio da Biblioteca seja todo usado no PROARTE e nos cuidados de animais de rua ? Pense nisso meu nobre Edil , fale com seus pares , com Zé . Mais cedo ou mais tarde vocês vão torrar mesmo o Prédio