Joaquim Caíres quer marcação e agendamentos de exames e consultas por meio digital na rede de saúde

Publicidade

quinta-feira, 13 de outubro de 2022

Transporte público em Jequié está um caos, diz usuários

 Transporte público em Jequié está um caos, diz usuários

Há  quase dois meses sem transporte coletivo digno em Jequié. Idosos, estudantes e trabalhadores vêm sofrendo com a incerteza de um direito assegurado na Constituição Federal de 1988. O atual prefeito entregou o serviço a uma cooperativa que não tem condições de atender a demanda de transporte de pessoas na cidade.

Segundo informações, as maiorias dos carros disponíveis para o transporte em Jequié são de filiados a Cooperativa de Transporte de Jequié-COOPTJE, que entrou na justiça para funcionar independente da concessão de 180 dias, da atual cooperativa responsável pelo serviço temporário de coletivo  COOBMA- Cooperativa de Transporte e Turismo Borda da Mata cujo presidente  Edgar Filho salientou  dificuldades para realizar o serviço, prometendo que até o final deste mês de outubro 15 ônibus.

A empresa Expresso Rio de Contas continua com a frota de mais de 30 ônibus estacionados na garagem no bairro do KM III, aguardando as decisões judiciárias. Enquanto isso, a população vem enfrentando o descaso das autoridades públicas de Jequié, que tem até janeiro para resolver este impasse.

Resultado, a população mais carente de Jequié, que não tem transporte próprio e que depende do transporte público para se locomover das periferias ao centro comercial de Jequié para resolver situações corriqueiras do dia a dia, estão sendo prejudicadas. Imagine você que são estas pessoas, que fazem o comércio local movimentar, gerando emprego e renda.

Segundo setores da sociedade civil, o prefeito de Jequié não tem se mobilizado para resolver a situação. Diariamente o BZM e as emissoras de rádios de Jequié tem recebido queixas de usuários que estão pagando caro pelo desserviço,  aqueles que podem pegar uma moto-táxis estão arcando com uma despesa de R$ 9, ou pagar um carro de aplicativo ou serviço de Táxis. Sem falar dos idosos que não estão sendo beneficiados com a gratuidade, e os  estudantes que não estão contemplados com a meia-passagem.

A Câmara Municipal de Vereadores com seus 19 vereadores não tem manifestado nenhuma atitude  junto ao executivo para atender os reclames  da população de Jequié.

Nenhum comentário: