Joaquim Caíres quer marcação e agendamentos de exames e consultas por meio digital na rede de saúde

Publicidade

terça-feira, 8 de novembro de 2022

IV Congresso do Sind-ACS/ACE defende o pagamento da Emenda Constitucional 120 pela PMJ

 


Uma categoria de trabalhadores imbuído na busca de direitos adquiridos pela Emenda Constitucional 103 e 120. O presidente Erlon Oliveira abriu os inícios  dos trabalhos do IV Congresso dos Agentes Comunitários de Saúde e Endemias, realizado hoje 8 e até amanhã 9, no CEU-Centro de Evangelização e União, no Mutirão São Judas Tadeu, com palavras fortes para que as Leis sejam respeitadas em Jequié e microrregião. 

A principal luta dos mais de 1.200 servidores filiados ao sindicato, trata de buscar junto aos atuais prefeitos dos respectivos  municípios,  cumpram com as leis que regem os direitos adqueridos pelos funcionários. 

O secretário de Saúde Marlon Pereira não conseguiu expressar boas notícias para o agentes em sua fala. Acompanhado da funcionária efetiva Juliane Cayres, ex-secretária da pasta, demostrou que haverá ainda muitas negociações entorno do assunto Emenda Constitucional 120, para o Município de Jequié.


O evento congregou pessoas de mais de 26 municípios da jurisdição do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Endemias. Alguns deles já recebendo o pagamento que é previsto em Lei, a exemplo dos Município de Ipiaú e Boa Nova.

"Quando o ser humano perde a sensibilidade de dialogar, ele perde a razão de viver", disse o presidente do Sind-ACS/ACE Erlon Oliveira para a mesa, mirando o secretário de Saúde Marlon Pereira, aguardando que o Município de Jequié busque o consenso para o cumprimento da Emenda Constitucional 120. 

A expectativa do encontro é a palestra de Ilda Angelica  que abordará assunto sobre as emendas 103 e 120. A maioria dos servidores filiados ao Sind-ACS/ACE tem mais de 25 anos de atividades.

Nenhum comentário: