Joaquim Caíres quer marcação e agendamentos de exames e consultas por meio digital na rede de saúde

Publicidade

quarta-feira, 2 de novembro de 2022

Manifestações democráticas e antidemocráticas são avaliadas em nossa sociedade

Forças policiais ainda comandada pelo atual presidente busca a ordem no país


“A política, dentre todas as vocações, é a mais nobre. A política, dentre todas as profissões, é a mais vil”, Rubem Alves.

Dia 01.11.2022, vivemos episódios da nossa democracia, da nossa jovem democracia, depois da redemocratização que teve início em 1986, depois do período da ditadura iniciada em 1964, com a elaboração da nova Carta Magna de 1988. Luiz Inácio Lula da Silva foi deputado federal constituinte e Jair Messias Bolsonaro beneficiado pela nova Constituição onde regi que qualquer brasileiro tem direito de votar e ser votado.

Entretanto, os bolsonaristas têm pedido intervenções militares durante os quase quatro anos do bolsonarismo no poder. Porém, ontem, 01.11 eles próprios experimentaram a força do poder policial bolsonarista, que expulsou manifestantes com jatos de água, splay de pimenta e gás lacrimogêneo nas rodovias ocupadas por seguidores, que não aceitam a derrota nas urnas do presidente em exercício Jair Bolsonaro.

Foi esta mesma polícia que no dia da eleição 30.11.2022, não aceitou também que a deputada estadual reeleita Olivia Santana e seus seguidores ficassem nas dependências de um colégio em Salvador, local de votação da referida parlamentar, alegando que estavam fazendo boca de urna. Apesar de que o militar chamou o candidato Luiz Inácio Lula da Silva de Ladrão, sendo que ele estava de farda e quando isso acontece, ele é representante do Estado.

O mesmo pau que dá em Chico, da em Francisco, a velha expressão serve tanto para um, quanto para outro no processo democrático no Brasil 2022. Estamos amadurecendo, a nossa Constituição está "coroa" e precisa que a juventude busca conhecê-la para não pagar mico.

Na tarde desta segunda-feira 01.11 o líder bolsonarista jequieense Ronifran presidente da Direita Jovem de Jequié experimentou as forças estaduais de segurança formada pelas (Polícias Militar, Civil e Técnica, além do Corpo de Bombeiros), que tiveram a missão de atuação para desmobilizar grupos que realizam bloqueios em rodovias baianas. A Secretaria da Segurança Pública seguindo a determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ou seja, estamos no governo do presidente Jair Bolsonaro que ainda tem dois meses para passar o mandato para o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva em 01.01.2023.

Como está escrito na Constituição Federal de 1988. São três poderes. Executivo, Legislativo e Judiciário os três poderes são independentes e harmônicos entre si, este último é para cumprir a ordem. A democracia é realizada por pares políticos que sem choro nem vela, estão ai para fazer valer o que está escrito.

A ditadura de 1964 foi um passado triste de nossa sociedade, que tirou direitos civis de milhares de brasileiros, muitos morreram lutando para que a democracia voltasse com legitimidade para o fortalecimento dos interesses de povo. As lutas de agora em diante é para que o nosso povo seja beneficiado, com uma vida digna e que a fome seja banida e a justiça seja plena em nossas terras para sempre. Viva a democracia, viva o Brasil! O restante é choro.

 

 


 

Nenhum comentário: